Em 26/11/2019 às 13h32

Ceres e Campusca sobem de divisão com pais e filhos trabalhando juntos

Vilson Porto é pai do lateral Michael; Válber Lessa do zagueiro Matheus Lessa


Autor: Vitor Costa / Foto: Vitor Costa (FutRio) e Renan Mafra (FutRio)

O acesso de Ceres e Campo Grande à Série B2 do Campeonato Carioca veio em família. Literalmente. Os dois times têm em comum um fato curioso e raro no futebol: o filho dos treinadores no elenco. E os dois são titulares absolutos: Vilson Porto é pai de Michael, lateral-esquerdo do Campusca, enquanto Válber Lessa é de Matheus Lessa, zagueiro da equipe da Rua da Chita.

No caso de Vilson Porto e Michael, o relacionamento técnico-jogador não é nenhuma novidade. Afinal, eles estão juntos desde as categorias de base do Campo Grande, onde Vilson é um dos principais incentivadores do futebol e trabalha há anos. No entanto, a primeira grande conquista chegou no domingo (24), com o acesso.

- Um sonho realizado, uma alegria imensa. O treinador às vezes é cobrado por ter um filho jogando, mas ele está aqui por ter capacidade. No clube ele nem me chama de pai e é cobrado. Não só no clube, mas em casa também. Ele não pode depender do pai. Foi bem nos jogos e o reconhecimento veio de todos - disse Vilson.

image

Michael confirmou as cobranças do Vilson e também as externas, especialmente pelo fato de pai e filho trabalharem juntos. No entanto, indicado três vezes na Série C como lateral-esquerdo da rodada na Seleção FutRio, ele preferiu mostrar a capacidade jogando futebol.

- São realmente muitas broncas, mas tudo que ele fala é para o meu bem. Ele conhece muito bem a minha capacidade e busco colocar em prática tudo o que ele me passou. Críticas fazem parte, mas tenho trabalhado bastante e procuro responder em campo.

Válber e Matheus nunca tinham trabalhado juntos

Já no Ceres, a situação é diferente. Um convite feito por Válber Lessa ao filho Matheus no início do segundo semestre possibilitou, pela primeira vez, a união familiar em um clube. E já no primeiro ano da parceria, o acesso com o Ceres veio.

- É um fato histórico. Fui treinado por ele pela primeira vez. Tinha dito que não jogaria essa divisão, mas ele me chamou e disse: "vem subir o Ceres comigo". E eu respondi que o pedido dele era uma ordem - destacou Matheus, que também já foi indicado para a Seleção FutRio.

image

Válber Lessa destacou a carreira de Matheus, que não tem empresário e, segundo ele, foi injustiçado nos clubes que passou anteriormente. O convite, no entanto, foi fundamental para que a relação de pai e filho saísse de casa e terminasse nos gramados.

- Sou suspeito para falar do meu filho. Foi injustiçado no America e no Artsul. Teve propostas quando saiu de Rondônia, mas eu falei para ele: "se for para correr errado e sofrer, vem sofrer com o seu pai". E ninguém pode falar que ele joga por ser filho do treinador. Todos sabem que é um excelente zagueiro.

Tags: Ceres; Campusca;

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por