Em 08/10/2019 às 12h00

Soco errado, calção emprestado e camisas iguais marcam estreia da Série C

Brasileirinho x São José teve de tudo; incríveis cinco jogadores foram expulsos


Autor: Vitor Costa / Fotos: Igor Cruz

O temido WO, famoso nas últimas edições, não aconteceu. Mas a primeira rodada da Série C do Campeonato Carioca em 2019 reservou um jogo que vai ficar marcado para a história dos 35 torcedores que estiveram presentes por lá. O duelo de domingo (6) entre Brasileirinho e São José no Estádio Atílio Marotti, em Petrópolis, teve de tudo: os dois times com uniformes amarelos, calção emprestado, cinco expulsões, jogador tentando agredir a arbitragem e errando o soco...

image

Tudo começou na tradicional conferência dos uniformes que os árbitros fazem antes do aquecimento. Os dois times só tinham conjuntos amarelos, o que causou uma grande apreensão. Um funcionário do Serrano, dono do estádio e que jogava uma partida da Copa Light como preliminar, encontrou a solução: emprestar calções e meiões azuis para o São José, que era o visitante. Ambos utilizaram camisas amarelas, mas a confusão visual acabou sendo menor e o árbitro Rogério Lucas dos Santos liberou a realização do jogo.

A partir daí, a emoção ficou por conta da ambulância. Afinal, o jogo estava marcado para 13h - um horário incomum. Além disso, haveria uma rodada dupla, já que Teresópolis e Atlético Carioca se enfrentariam às 15h, e um confronto poderia prejudicar o início do outro. Quando muitos já se preocupavam com um possível atraso, a UTI Móvel finalmente chegou ao Atílio Marotti às 12h55min. Correria de todos os envolvidos mas, no fim, a bola realmente rolou às 13h.

Com o jogo iniciado, tudo ficou mais tranquilo, certo? Errado. A insanidade estava apenas começando. Depois de um primeiro tempo de poucas emoções, o segundo reservou incríveis cinco expulsões. Em uma delas, Romarinho, do Brasileirinho, tentou agredir o árbitro Rogério Lucas dos Santos. "Após ser expulso, o jogador seguiu em minha direção e tentou acertar um soco no rosto com sua mão direita, sem sucesso", diz o relato na súmula.

image

No fim das contas, foram cinco expulsões (três do Brasileirinho e duas do São José), cinco gols (melhor para o São José, que venceu por 3 a 2), um pênalti perdido e um jogo para ficar marcado como um dos mais incríveis da Quartona, que está apenas começando. Sorte dos 35 torcedores que vivenciaram uma tarde incrível em Petrópolis.

Tags: Brasileirinho; São José; Série C;

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por