Em 08/10/2019 às 15h08

De novo: Joaquim Flores é estádio mais utilizado na Série B2 de 2019

Local foi palco de 23 das 128 partidas com bola rolando na Terceirona Estadual


Autor: Redação FutRio / Fotos: Caio Almeida e Vitor Melo (FutRio)

A edição de 2019 da Série B2 repetiu a máxima que já havia sido estabelecida no ano passado: o Estádio Joaquim Flores, em Nilópolis, é a "casa" da terceira divisão estadual. Pela segunda temporada seguida a praça esportiva foi a mais utilizada na competição: 23 jogos num total de 128. Número que representam 17,96% da disputa.

image

Vale ressaltar: a tabela original da Terceirona apresenta um total de 131 partidas, mas, para formação do levantamento, o FutRio.net desconsiderou três jogos que terminaram em WO: Santa Cruz x Barcelona (Rua Bariri), Queimados x Barra Mansa (Joaquim Flores) e 7 de Abril x Juventus (Los Larios).

Se no ano passado o Joaquim Flores ficou disparado na primeira colocação do ranking de estádios, dessa vez o Los Larios, em Duque de Caxias, esteve por perto. Em segundo lugar na lista, o estádio em Duque de Caxias teve 20 duelos ao todo. O Alzirão, com 18, fecha o "pódio".

Quatro mandantes diferentes no Joaquinzão

A liderança do Joaquim Flores se dá pelo número de mandantes que utilizam o local. De estrutura acanhada e preço considerado baixo para o aluguel, a praça esportiva em Nilópolis foi utilizada por Queimados, Juventus, Profute e 7 de Abril - este último iniciou mandando no Los Larios, mas se mudou durante a Série B2.

O Los Larios, vice-líder, foi a casa de Mageense, Rio São Paulo e 7 de Abril (que terminou no Joaquim Flores). Fechando a lista de estádios que receberam mais de um clube como mandante, vem o Alzirão, lar de Bela Vista e Maricá.

Líder, mas sem decisões

O Joaquim Flores ficou no topo da lista de estádios mais utilizados, mas não recebeu nenhuma das partidas decisivas, que envolviam semifinais e finais de turno, além das decisões gerais. Dos mandantes que utilizaram a praça esportiva nilopolitana, apenas o Profute chegou em uma semifinal, a de segundo turno, mas foi visitante contra o Maricá.

image

O Los Larios, por outro lado, recebeu semifinal e final do returno, além da semi geral. O Alzirão foi palco de duas semifinais nos turnos. O Estádio do Trabalhador, em Resende, foi o endereço da finalíssima do turno, enquanto Moça Bonita, utilizado em apenas uma partida em toda competição, foi palco da final geral, em jogo único e campo neutro, entre Rio São Paulo e Maricá.

Confira o ranking de utilização de estádios na Série B2 de 2019:

1º Joaquim Flores - 23 jogos
2º Los Larios - 20 jogos
3º Alzirão - 18 jogos
4º Trabalhador - 11 jogos
5º Marrentão e Leão do Sul - 9 jogos cada
6º Correão e Conselheiro Galvão - 8 jogos cada
7º Rua Bariri, Ubirajara Reis e Ferreirão - 7 jogos
8º Moça Bonita - 1 jogo

Tags: Carioca Série B2, Joaquim Flores, Terceirona

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por