Em 21/09/2019 às 11h22

Leandro Silva descarta rótulo de salvador e divide méritos no Angra

Treinador assumiu o time com apenas quatro pontos e evitou rebaixamento


Autor: Renan Mafra / Foto: Gabriel Farias (FutRio)

Uma história de quase sete anos, sendo quatro deles seguidos, foi quebrada no começo da temporada com a ida de Leandro Silva para o 7 de Abril. Mas o amor pelo clube falou mais alto e vendo o Angra dos Reis numa situação muito difícil, o treinador não fugiu do desafio, retornou ao Tubarão Azul, assumiu o cargo com apenas quatro pontos na classificação geral da Série B1 e conseguiu evitar o rebaixamento. Os méritos, entretanto, são divididos, conforme explica o comandante.

- Os méritos são vários, não podemos falar apenas de um lado. Foi um trabalho em conjunto da nossa gestão, da nossa diretoria, comissão técnica e os atletas. Quando eu cheguei, independente da situação da equipe, a diretoria fazia de tudo para manter os salários em dia e isso também facilita. Meu conhecimento do clube também facilitou bastante, eu sabia onde estava pisando. Temos que agradecer primeiramente a Deus e depois a esse conjunto de situações que nos ajudaram a sair de uma posição que pouca gente acreditava - comemorou o treinador, que não negou ter sido o trabalho mais difícil da carreira.

- Sem sombra de dúvidas foi o trabalho mais difícil que eu peguei. Em vários sentidos, por envolver uma história muito grande, minha, do meu pai, que faz parte da gestão. Temos um envolvimento muito grande. Foi nos deixado um legado muito pesado. Estávamos com apenas quatro pontos e uma suspensão, jogamos um turno inteiro fora de casa. Numa competição tão equilibrada e difícil isso pesa. Conseguimos nossa permanência num jogo muito difícil, contra uma grande equipe dentro de casa. Sempre fomos muito fortes no Jair Toscano de Brito, mas quando retornamos, acreditávamos na recuperação e ela foi feita, graças a Deus.

Na temporada passada o Angra dos Reis fez uma campanha burocrática e ficou na 15ª colocação. Esse ano o Tubarão Azul lutou para não cair. Leandro Silva afirmou que a diretoria faz um trabalho digno. A parte financeira, no entanto, acaba impedindo a equipe de fazer campanhas melhores.

- Já temos algo de importante dentro do Angra, que ele é gerido por pessoas sérias, que cumprem com suas obrigações. O que falta agora é buscar recursos. Sabemos que futebol é caro e a equipe que tem o maior fôlego financeiro conquista o acesso, o título. Mas já existe um trabalho coeso, equilibrado e estruturado. Conseguindo um aporte financeiro, poderemos lutar pelo acesso, pois teríamos a estrutura melhor - explicou.

Livre do rebaixamento, o Angra dos Reis só volta a campo no ano que vem, quando vai jogar novamente a Série B1 do Campeonato Carioca.

Tags: Leandro Silva, Angra dos Reis, Carioca Série B1

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por