Em 20/09/2019 às 21h48

Sindicato denuncia Barra por abandonar atletas em Angra após rebaixamento

Tricolor foi derrotado pelo time da Costa Verde por 2 a 1 e caiu para a Série B2


Autor: Redação FutRio / Foto: Vitor Melo (FutRio)

A fase de grupos da Série B1 do Campeonato Carioca chegou ao fim, mas isso não garantiu que novos capítulos fossem desenvolvidos. Nesta sexta-feira (20), o Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (SAFERJ) realizou uma denúncia ao Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (TJD-RJ), alegando que os jogadores do Barra da Tijuca foram deixados no Estádio Jair Toscano de Brito, após a derrota para o Angra dos Reis, que confirmou o rebaixamento do Tricolor da Zona Oeste.

De acordo com a denúncia, os atletas do Barra da Tijuca tiveram que retornar de Angra dos Reis por conta própria, por meio de transporte de aplicativo, sem o aporte e logística efetuados pelos responsáveis do clube. O Presidente do Sindicato, Alfredo Sampaio, comentou sobre a delação e pediu para que o TJD-RJ tome firmes medidas em prol da não repetição do que foi relatado.

- Espero que o Procurador do TJD tenha tomado ciência que a Entidade, realmente, tome medidas drásticas em relação a isso. Porque esse tipo de situação e comportamento não cabe mais no futebol profissional. É isso que, às vezes, depõe contra o futebol no Rio. Realmente foi uma atitude fora dos padrões, que o Tribunal esportivo tem que tomar as medidas cabíveis para que isso não se torne uma prática e nem venha se repetir em clube nenhum. É lamentável que isso ainda aconteça no nosso futebol - disse o Presidente, que prosseguiu lamentando o fato dos jogadores do Barra da Tijuca não terem procurados meios para se posicionarem contra a situação.

- Mais lamentável ainda, foram os jogadores do Barra (da Tijuca) terem vivido isso e, até então, não terem procurado o Sindicato. Se você não se posiciona, não se coloca, é difícil de ter respeito. Então, espero que os atletas tenham aprendido a lição e que o clube não repita mais isso, porque não cabe. Isso depõe contra tudo o que vem a favor do esporte e o que pode ser a favor do futebol do Rio de Janeiro. Foi uma situação muito ruim, que eu torço para que nunca mais aconteça e para que os jogadores se posicionem, se não, vão viver isso em um clube, depois vão para outro e vivem situação semelhante. Até então, ninguém nos procurou - concluiu.

Vale ressaltar que o TJD-RJ divulgou uma intimação ao presidente do Barra da Tijuca, para que o mesmo tome ciência da juntada do colegiado para solucionar o caso. Confira o documento na íntegra clicando AQUI.

Dentro dos gramados, o Barra da Tijuca só retorna aos trabalhos em 2020, quando terá que disputar a Série B2 do Campeonato Carioca.

Tags: Barra da Tijuca

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por