Em 19/09/2019 às 20h37

Presidente do Goyta revela pagamento de um mês de salário; elenco desmente

Segundo jogadores, apenas 25% de uma folha salarial foi dada aos atletas


Autor: Redação FutRio / Foto: Gabriel Farias (FutRio)

Na tarde desta quarta-feira (18) no Estádio Ary de Oliveira e Souza, o Goytacaz fez a sua parte, derrotou o Friburguense por 3 a 0 e se garantiu no jogo do acesso, mesmo em meio a uma grave crise politica, onde os jogadores estão há quatro meses sem receber. Porém, logo após a partida, o presidente do Alvianil da Rua do Gás, Dartagnan Fernandes, revelou em entrevista a Rádio FutRio que os atletas estavam recebendo um mês de salário no vestiário que prometeu que até o fim da semana quitaria outro vencimento.

- O Goytacaz não é o único clube que atravessa por esses problemas financeiros, mas posso afirmar que nossa dificuldade é muito grande. Eu quero anunciar que os jogadores já estão recebendo parte dos salários nesse exato momento no vestiário (fala minutos após o jogo). Conseguimos reunir diversos amigos para pagar uma parte dos atrasados. Na reapresentação do grupo, que será sexta ou sábado, iremos pagar outra parte - explicou o dirigente, que prosseguiu.

- Ainda devemos deixar em aberto dois meses ou um mês e meio. Mas queremos equalizar isso ainda mais. Muitos falam do Goytacaz, mas o Figueirense não entrou em campo no Campeonato Brasileiro. O Vasco teve a luz cortada, o Fluminense está com três meses de salários atrasados, mas o Goytacaz é povão, então tudo é o Goytacaz. A mídia não dar muito valor as outras equipes. Mas temos a certeza que estamos no caminho certo e vamos fazer de tudo para ajudar os jogadores.

Porém, o que parecia ser um alívio para os jogadores se tornou uma grande decepção, segundo os atletas. Em uma carta divulga com exclusividade ao Site FutRio, o elenco negou que a diretoria do Goytacaz tenha honrado com o compromisso de pagar um mês de salário e o que foi pago foi referente a 25% de uma folha salarial mensal. Confira a carta:

"Carta aberta dando voz ao elenco do Goytacaz:

Mais uma vez mostramos a força de um elenco de homens determinados, focados e profissionais acima de tudo. Não é novidade o que o nosso grupo vem passando. O fato é que, quanto as nossas reinvindicações em relação aos salários atrasados, bem pouco ou nada foi feito.

Entendemos e agradecemos o apoio da torcida na campanha #entreemcampocomogoyta. Entretanto, apesar dos esforços, nem 1/3 de uma folha mensal chegou a ser amenizada. Muitos de nós receberam o restante do salário referente ao mês de maio, outros receberam apenas um vale.

Vestimos mais uma vez a camisa do Goytacaz com o objetivo certo na cabeça, a classificação. Nossa campanha merecia ser enaltecida com a vitória e, acima de tudo, com a classificação. Ela veio, com um bom resultado (3x0) em cima da forte equipe do Friburguense.

Nos foi prometido o pagamento de um mês para a terça-feira (17) antes do jogo. Logo depois, a promessa passou para quarta-feira pela manhã. Todavia, nem após o fim do jogo cumpriram com o prometido.

Ao final da partida, todos os jogadores e a comissão técnica se encaminharam ao departamento de futebol acreditando que iriam receber o devido salário. Nós acreditamos que seria no mínimo uma folha salarial, tendo em vista que esse mês de setembro é o quarto mês de salários atrasados. Apesar disso, infelizmente, mais uma vez não realizaram o pagamento conforme esperado pelo grupo. Ao contrário do que foi prometido, novamente foi dado somente um vale, o qual não corresponde nem a 25% de uma folha mensal.

Afirmamos que o elenco se encontra completamente insatisfeito com a diretoria, porém felizes com o trabalho realizado junto com a comissão técnica até aqui".

Greve é planejada caso um mês de salário não seja pago

A indefinição quanto ao pagamento aos jogadores segue num momento decisivo da Série B1. O Site FutRio apurou que os jogadores ganharam dois dias de folga e vão se reapresentar para iniciar os trabalhos visando o jogo do acesso no próximo sábado (21). Entretanto, se pelo menos um mês de salário não for quitado, o elenco irá fazer greve, algo que já aconteceu durante a segunda divisão, os atletas não irão treinar e ameaçam não entrar em campo para as partidas que podem levar o Goytacaz de novo a elite do futebol Carioca.

Em meio a toda essa confusão, o Goytacaz só volta a campo no dia 28 de setembro, para o jogo do acesso. Caso o America conquiste a Taça Corcovado, o adversário do Alvianil da Rua do Gás será o Bonsucesso. Caso qualquer outra equipe, que não o America, vença o segundo turno, automaticamente se garante para enfrentar o Goyta.

Tags: Goytacaz

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por