Em 10/09/2019 às 18h22

Luciano Quadros vê queda de rendimento do Bonsucesso com naturalidade

Técnico relembra que nunca colocou o time como favorito absoluto ao acesso


Autor: Renan Mafra / Foto: Raphael Santos (La Marca)

A gordura que o Bonsucesso acumulava foi embora. O Rubro-Anil da Leopoldina perdeu a primeira colocação da classificação geral, mas para o America, que já conquistou o primeiro turno, e começa a ver outros adversários se aproximando de si na tabela. Porém, ao invés do desespero, Luciano Quadros mantém a serenidade. Para o treinador o atual momento é normal e deixou claro que o Cesso não seria sempre o time que foi no começo da temporada.

- Estamos sendo superiores, estamos tendo o domínio dos jogos, buscando as movimentações para solucionar as chances de gols, mas o Bonsucesso teve um início fulminante, mas hoje se encontra na realidade dele. Esse elenco foi montado para lutar pelo acesso, assim como outras cinco ou seis equipes. Não somos melhores do que ninguém. Trabalhamos com muito comprometimento e sabemos que neste momento a competição se afunila, a briga se torna real neste final de campeonato, tanto para rebaixamento, quanto para a briga de acesso - ressaltou o treinador, que continuou seu relato.

- É natural esse momento difícil. Mas não podemos nos acomodar, a situação afunilou de uma forma que temos nove pontos pela frente e precisamos conquista-los para chegarmos ao nosso objetivo principal do ano, que é o acesso. Futebol é feito de qualidade, de tomar decisões certas nas horas cruciais e quando o campeonato afunila a pressão sobre os atletas aumenta mais e por isso vamos procurar dar muita paz a todos, mas buscando soluções técnica e tática para que possamos ter êxito.

Os dois próximos jogos do Bonsucesso serão em Moça Bonita, onde a equipe manda suas partidas. O Rubro-Anil vive dois dilemas: Se vencer os dois duelos, garantirá vaga no jogo do acesso. Porém, juntando as partidas de Copa Rio e Série B1, já são cinco jogos seguidos sem vencer no estádio, e o que vem por ai são enfrentamentos contra Audax e Goytacaz, duas equipes que lutam pelo acesso. Luciano Quadros espera um grau de dificuldade grande e por isso pediu união nessa reta final.

- Teremos jogos contra grandes equipes, um grau de dificuldade muito grande. Mas nossa equipe cresce muito nesses momentos. Enfrentamos um Olaria muito frágil, uma equipe bem limitada, mas que dentro da sua proposta achou um gol muito cedo numa bobeada nossa e conseguiu suportar nossa pressão e a nossa falta de decisão certa para concluir as jogadas. Temos que entender que a divisão tem um nível baixo e terá muito perde e ganha. Temos que fazer a nossa parte, buscar as vitórias com serenidade, mas com atitude forte, pois daqui para frente, cada jogo aumenta o sentido de decisão. Não caímos de paraquedas no futebol, sabemos o que fazemos. É ter inteligência, sacrifício e união, para construirmos as vitórias que são necessárias para nos colocar no jogo do acesso - finalizou.

Na próxima rodada o Bonsucesso joga novamente em Moça Bonita, mas dessa vez como visitante. O Rubro-Anil da Leopoldina encara o Audax, às 15h de quarta-feira (11). O Placar FutRio acompanha o jogo em tempo real.

Tags: Bonsucesso

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por