Em 22/08/2019 às 09h01

Bonsucesso atua com dois centroavantes, mas segue em jejum na Copa Rio

Rubro-Anil soma três partidas sem fazer um gol na competição de mata-mata


Autor: Léo Pinheiro / Foto: Raphael Santos (La Marca)

De novo, nada de gols em uma partida do Bonsucesso na Copa Rio. O Rubro-Anil fez o primeiro jogo da decisão contra a Portuguesa, na tarde de quarta-feira (21), em Moça Bonita, e ficou no 0 a 0. Este é o terceiro duelo seguido sem a equipe balançar as redes na competição de mata-mata. Para este compromisso em especial, Luciano Quadros entrou em campo com dois centroavantes, mas nem isso foi suficiente para quebrar o jejum.

image

Jackson e Marlon, dois jogadores que vêm se revezando no ataque, atuaram juntos pela primeira vez, numa espécie de divisão de funções. Esta formação, contudo, durou apenas 45 minutos, já que Marlon foi sacado no intervalo.

O Cesso, segundo relatam os jogadores, se adapta e gosta das mudanças de formação. O time, na temporada, se molda de acordo com o adversário. Em campo já se viram 3-5-2, 4-3-3, 4-1-4-1 e, mais recente, o 4-3-1-2. Belarmino foi o porta-voz para defender as mudanças, mas reconhece que a situação não deu certo contra a Lusa.

- Sim. O nosso professor tem varias táticas, varias formações e de acordo com o nosso adversário a gente bota uma formação diferente. É bom para a gente poder surpreender o adversário, mas infelizmente a bola não entrou - disse, completando em sequência.

- Se a gente caprichasse um pouquinho mais, conseguíamos o gol. Mas tem outro jogo aí e vamos fortes para sair com a vitoria e conquistar esse título que é muito importante para a gente.

Em números, são 359 minutos sem fazer um gol no certame

A realidade é que se formos levar para os números a situação chama ainda mais a atenção. São 359 minutos sem fazer um gol na Copa Rio. Os 60 segundos que separam a marca de arredondar quatro jogos completos se dá por conta do gol contra o Maricá, na fase de quartas de final, que aconteceu exatamente na primeira volta do ponteiro em Moça Bonita. Marlon foi o autor do tento.

De lá para cá, três jogos. Marlon e Jackson, titulares de maneira conjunta nesta última oportunidade, foram jogadores que comandaram o setor ofensivo, no papel de referência. Além deles, Yago Ramos e Daniel Marins também estiveram em campo na linha de ataque.

É de se destacar também que a situação não acontece na Série B1 do Campeonato Carioca, onde o time mantém o alto nível de aproveitamento ofensivo. Mas indica a opção de uma postura diferente do ataque em jogos decisivos de mata-mata.

A possibilidade de melhora do Bonsucesso é na quarta-feira da semana que vem, dia 28 de agosto, quando as equipes voltam a se enfrentar na Copa Rio. Antes disso o Rubro-Anil pega o Gonçalense, neste sábado (24), pela Série B1. O Placar FutRio cobre em tempo real.

Tags: Bonsucesso; Belarmino; Jackson; Marlon

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por