Em 19/07/2019 às 15h05

Lusa faz estudo do Audax e constrói vitória pelo lado esquerdo do ataque

Setor é válvula de escape do time da Ilha do Governador na Copa Rio


Autor: Léo Pinheiro / Foto: André Oliveira (AAP)

A observação da Portuguesa foi determinante na vitória da equipe sobre o Audax Rio, no jogo de ida da Copa Rio, neste meio de semana, quando o time bateu o adversário por 1 a 0. Com base nos estudos do adversário, a equipe da Ilha do Governador construiu o resultado positivo pelo seu lado esquerdo de ataque, após os analistas do clube insulano detectarem possibilidades para a equipe criar por esta região do campo.

Por isso, o técnico Rogério Corrêa colocou uma equipe veloz no ataque. A expectativa era de que Samoel Pizzi, atacante de origem, fizesse a lateral-direita. O jogador, no último momento, foi para o banco e Marcelo fez a função pela direita. O plano de atacar pelo setor seguiu e deu certo.

A dupla André Silva e Diego Maia teve liberdade por essa ponta esquerda e foi neste cenário que o atacante, após passe do lateral, arrancou pelo setor e serviu Matheus Pimenta. Esse rolou para Romarinho fazer o gol solitário do confronto. O técnico Rogério Corrêa celebrou o bom uso do sistema de inteligência do clube.

VEJA MAIS:
Mais que resultado, performance da Portuguesa convence Rogério Corrêa
- Hoje o futebol é estratégia, não tem jeito. E nós temos aqui na Portuguesa um profissional muito capacitado que é o Rodrigo Salarini. Então eu, ele e o Rodrigo Almeida a gente senta diariamente buscando conhecer os nossos adversários para estudar em cima dele e também em cima da gente. Porque o mais importante é você saber o que você vai fazer - disse, o treinador, ainda valorizando o que os jogadores fizeram em campo.

- Conseguimos passar para os atletas, eles assimilaram e passaram para dentro de campo, que é o mais importante. Não adianta a gente falar e eles não fazerem. O importante é assimilar o objetivo e botar em prática dentro de campo - revelou o técnico.

Estudos da própria equipe para evitar armas ao adversário

As análises da equipe de inteligência da Portuguesa não ficaram apenas no Audax, mas também nas fragilidades do time da Ilha do Governador. com a dupla de volantes/articuladores do adversário bloqueada (Rodrigo Yuri e Matheus Azevedo), o time não sofreu sustos no confronto, confirmando o êxito dos observadores.

- Essa parte de análise é fundamental no futebol hoje em dia. Assim a gente vai crescendo, observando. Obviamente, a gente viu algumas falhas neles, mas também vimos as qualidades. E também vimos onde poderiam nos criar problemas se tivessem a posse bola - revelou.

Agora a Portuguesa enfrenta o Audax Rio no jogo de volta somente na quarta-feira, dia 24 de julho, às 15h, no Los Lários, em Xerém, tendo a vantagem do empate. O confronto terá cobertura em tempo real do Placar FutRio.

Tags: Portuguesa;

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por