Em 03/06/2019 às 15 h15

Filosofia se mantém e Giovanni ressalta entendimento entre atletas do Audax

Estilo que valoriza posse de bola funcionou em SP e vem funcionando no Rio


Autor: Redação FutRio / Foto: Cláudio Burger (FutRio)

Campeão da Série A3 em São Paulo, o Audax não teria porque mudar, na Segundona do Rio de Janeiro, a filosofia que deu certo no estado vizinho. Um estilo voltado para o toque de bola, de veia ofensiva e que valoriza a qualidade técnica dos atletas. O resultado é um excelente início de Série B1, com 100% de aproveitamento em dois jogos.

O meia-atacante Giovanni ressalta o entrosamento que os jogadores já possuem, além do bom entendimento da filosofia proposta pelo treinador Robélio Cavalinho.

- O entrosamento vem desde lá de São Paulo, com toque de bola, aproximação, tudo se encaixando aqui no Rio. É continuar com os pés no chão. Não tem nada ganho, foram só dois jogos. A partir de segunda-feira é trabalhar para o próximo jogo no sábado - projetou o jogador, que garante o Laranja Meritiense mantendo a proposta ofensiva por toda competição.

VEJA TAMBÉM:
Após se desligar do Itaboraí, Luis Henrique acerta com Audax Rio
Cavalinho contém euforia: "Se liberar, os meninos pensam que são craques"

- Vai ser o mesmo (estilo). Nosso time vai continuar com entrosamento, toque de bola, sem perder a essência que é o toque de bola. Alguns ainda não tinham jogado nesse campo (Moça Bonita) ainda, foi a primeira vez, então foi difícil adaptar, mas aos poucos adaptou, os gols saíram e agora é manter para no próximo jogo buscar a vitória.

O Audax atuará novamente em Moça Bonita, no próximo sábado (8), quando receberá o Olaria, às 15h.

Tags: Audax Rio, Carioca Série B1, Giovanni

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por