Em 24/05/2019 às 10h02

Guia FutRio da Série B1 2019: informações e análises dos 19 clubes

Segundona oferece duas vagas de acesso para Seletiva da primeira divisão


Autor: Redação FutRio / Foto: Carlos Junior (FutRio)

Um dos momentos mais aguardados da temporada está prestes a chegar: começa neste sábado (25), a Série B1 do Campeonato Carioca. Sete jogos movimentam a rodada inaugural do primeiro turno, que é a Taça Santos Dumont - o Placar FutRio acompanha em tempo real. Outros dois duelos fecharão a jornada no próximo dia 29. Ao término do certame, em outubro, dois clubes subirão à Seletiva da Série A e três serão rebaixados à Terceirona.

image

Na edição deste ano serão 19 participantes se enfrentando. O regulamento segue praticamente o mesmo, com poucas diferenças, porém importantes: caso um time venha a conquistar os dois turnos, este garante o acesso de forma direta e avança à final. Neste caso, os dois melhores da classificação geral disputariam a segunda vaga na Seletiva e o consequente avanço à decisão da Segundona.

No mais, a fórmula já consagrada nas três principais divisões do estado se mantém, com disputa em turno e returno, batizados de Taça Santos Dumont e Taça Corcovado, além da semifinal geral (disputada pelos campeões de turno e os dois melhores no geral). Nesta fase é quando o acesso é decidido em duelos de ida e volta, assim como a finalíssima, que antes vinha acontecendo em jogo único.

A equipe do FutRio.net realizou a projeção dos 19 clubes, atribuindo notas de 1 a 5, que levam em consideração elenco, estrutura de trabalho, desenvolvimento de pré-temporada, entre outros fatores. Os resultados, que retratam a média entre sete opiniões de repórteres, podem ser acompanhados logo abaixo do cabeçalho referente a cada time.

Confira, a partir de agora, o mais completo material da Segundona: o Guia FutRio da Série B1 do Campeonato Carioca.

image

image

- Projeção FutRio:
 4,14 (1º colocado) 

Fundação: 18/09/1904
Melhor campanha: campeão (2009, 2015 e 2018)
Posição em 2018: campeão (posteriormente rebaixado na Série A de 2019)

ELENCO
Goleiros: Deola, Filipe e Lucas Carvalhaes
Laterais: Wagner Diniz, Rafinha, Quaresma e Christian
Zagueiros: Lucão, Vladimir, Carlos Alberto e Wallinson
Volantes: Anderson Künzel, Sandro Silva, Julinho, Araruama, Tiago Corrêa, Thiago Souto, Knupp e Vitinho
Meias: Matias Sosa, Miguel, Chayene, Robinho, Nivaldo e Bazezi
Atacantes: Daniel, Matheus Babi, Raphael Carioca, William Chrispim e Pedrinho

Análise: O America se vê diante de mais uma Segundona após uma catastrófica Série A. De forma irônica, poderá defender o título conquistado na temporada passada. Mesmo que a relação com a torcida tenha atingido o ápice da pressão, o clube conta com o trunfo da manutenção do trabalho executado por Luisinho Lemos. Peças de confiança do treinador estão mantidas e reforços de peso foram contratados, deixando o elenco robusto e equilibrado.

Destaque: MATÍAS SOSA - Depois de três temporadas, o meia argentino está de volta ao America. Querido pela massa rubra, se destaca por boa visão de jogo e qualidade do passe. Será candidato a maestro da equipe.

Fique de olho: MIGUEL - Contratado para a disputa da Seletiva após um ano de 2018 com muito destaque, o meia foi o motor do clube no início da temporada, mas as boas atuações não foram o suficiente para impedir o rebaixamento. Se destaca pela entrega, liderança e boa finalização. Ainda em 2019 chegou a ser emprestado ao Goiânia (GO) para manter ritmo de jogo enquanto o Mecão estava sem calendário.

Revelação: BAZEZI - Cria da base, versátil e ágil, o jovem meio-campista foi integrado ao elenco profissional do America e está à disposição do técnico Luisinho Lemos, que vem realizando experimentos com os jovens jogadores do plantel rubro. A convivência com nomes mais experientes pode servir de amadurecimento ao longo da temporada para o atleta de apenas 20 anos.

Técnico: LUISINHO LEMOS - O maior artilheiro do America nunca esteve diante de uma relação tão arranhada com a torcida. Mesmo que tenha terminado 2018 em alta com a taça da Série B1 levantada, o treinador de 67 anos foi alvo de fortes críticas ao longo das campanhas na Seletiva e no Grupo X da Série A. O voto de confiança da diretoria e a vivência com o elenco podem dar tranquilidade ao comandante para executar um bom trabalho em busca do retorno à elite.

image

image

- Projeção FutRio:
 1,50 (17º colocado)

Fundação: 23/03/1999
Melhor campanha: 2º (2003 e 2005)
Posição em 2018: 15º

ELENCO
Goleiros: Airon, Gabriel e Wesley
Laterais: Bruno, Pedro e Alexandre  
Zagueiros: Magno, Guto, Fernando e Rodrigo Neves
Volantes: Thiago Duarte, Thiago Neves, Yuri e Willian Ataide
Meias: Léo Pimenta, Lucas Adão e Derick
Atacantes: Chumbinho, Tatuí, Beto, Jeferson, Willian Moreira, Patrick e Vitor Abuda  

Análise: No ano passado o Angra dos Reis voltou para a segunda divisão com muita expectativa, mas a campanha foi decepcionante e o clube ficou apenas na 15ª colocação. Para 2019, o grupo está bem mudado, com média de idade baixa e até mudança no comando técnico. Após três temporadas seguidas com Leandro Silva, Wagner Andrade assume a função.

Destaque: LÉO PIMENTA - Experiente, aos 36 anos, o meia vai jogar a segunda Série B1 seguida, já que no ano passado defendeu o Audax. Chega para ser a grande referência técnica da equipe e liderar os mais jovens, que são maioria no plantel.

Fique de olho: TATUÍ - No ano passado, devido a forte concorrência, começou a Série B1 no banco de reservas. Aos poucos foi entrando nos jogos e se destacando. Na reta final da competição, virou titular e em 2019 chega como uma das referências do Tubarão Azul. O atacante de 24 anos disputou 16 partidas pelo Angra em 2018 e fez dois gols.

Revelação: PATRICK - Atacante de apenas 20 anos, destaca-se por aliar velocidade e habilidade. Não deve começar a competição como titular, mas foi uma peça muito utilizada pelo técnico Wagner Andrade durante a pré-temporada.

Técnico: WAGNER ANDRADE – No Rio de Janeiro, já comandou o Barcelona, mas construiu a maior parte da carreira no exterior, em países como Omã e Arábia Saudita. Seu último clube foi o Prudentópolis (PR), equipe que comandou no início deste ano, na segunda divisão do Campeonato Paranaense.

image

image

- Projeção FutRio:
 2,35 (10º colocado)

Fundação: 19/06/2001 
Melhor campanha: 4º (2006) 
Posição em 2018: 13º

ELENCO
Goleiros: Eduardo e Thadeu
Laterais: Gerson, Escobar e Rhuan
Zagueiros: Alex, Gonçalves, Edmário e Patrick Hiago
Volantes: Leonardo, André Luiz e Jackson
Meias: Bruninho, Rafael Santos, Sapo, Lucas Bitoca, Alex Faria e Marquinhos
Atacantes: Mateus Guerreiro, Igor Fellipe e Wander

Análise: Segue apostando em jovens talentos, mas agora encorpando o elenco com jogadores bem rodados no futebol estadual, como o goleiro Eduardo e os meias Marquinhos e Alex Faria. A princípio não surge entre as principais forças da Segundona, mas pode surpreender caso haja bom encaixe entre as peças do elenco e o treinador Fábio Vasconcelos.

Destaque: MARQUINHOS - Se tem uma coisa que o meia faz bem na carreira é subir de divisão. São cinco acessos ao todo no futebol estadual. Aos 33 anos, chega de sucesso recente no Americano, onde foi um dos principais nomes do vice-campeonato da Segundona em 2018. Agora viverá o desafio de levar à elite um time que não se encontra inicialmente no patamar dos favoritos.

Fique de olho: IGOR FELLIPE - Atacante que cumpre bem o papel de referência, mas que também possui boa mobilidade. Conhece o Artsul, já que esteve no clube entre 2016 e 2017, chegando a ser um dos principais goleadores da Série B1 há duas temporadas, com 10 gols marcados. Aos 24 anos, retorna amadurecido.

Revelação: RHUAN - Lateral-direito de 19 anos emprestado pelo Madureira. É um dos mais jovens do elenco e desponta como possível promessa. Conta a favor a boa categoria de base que realizou no Tricolor Suburbano, clube reconhecido por ser formador.

Técnico: FÁBIO VASCONCELOS - Aos 49 anos está de volta ao Artsul, onde fez um trabalho curto, mas com saldo positivo em 2016. Dessa vez contará com um elenco mesclado entre jovens jogadores e atletas mais experientes, o que pode ajudar na missão de colocar o Artsul entre as surpresas da competição.

image

image

- Projeção FutRio:
 3,00 (6º colocado)

Fundação: 08/05/2005
Melhor campanha: 2º (2012)
Posição em 2018: 

ELENCO
Goleiros: Matheus Brito e Leonardo
Laterais: Marcelo e Fábio
Zagueiros: Raphael Neuhaus, Gleiciano e Heltton
Volantes: Rodrigo Yuri, Kallyl, Matheus Azevedo e Pablo
Meias: Guaxupé, Jefinho e Gabriel Pereira
Atacantes: Maikon Aquino, Adriel, Wesley Bolinha, Gabriel Carrera, Giovanni e Samoel Pizzi

Análise: O Audax quer colocar fim ao quase na Série B1 do Campeonato Carioca. Nas duas últimas temporadas, o Laranja Meritiense chegou ao jogo do acesso, sendo superado por America e Americano, respectivamente. Para 2019, os meritienses contam com o entrosamento a favor, já que boa parte do elenco que estava na filial do clube em São Paulo, e conquistou a Série A3 do Paulista, fez a ponte aérea.

Destaque: MAIKON AQUINO – Apesar de não ter feito uma boa passagem pelo Madureira, com apenas três jogos e nenhum gol, Maikon chega respaldado pela excelente temporada que fez no ano passado. Foram 20 gols pelo Americano, desempenho que lhe rendeu o posto de vice-artilheiro do futebol carioca em 2018, perdendo apenas para o então companheiro de ataque Cláudio Maradona. Aquino, de 26 anos, também chega respaldado por ter sido eleito o melhor atacante da última Série B1, além de ter faturado o caneco da Copa Rio.

Fique de olho: GIOVANNI – O grande nome do Audax (SP) no título da Série A3 do Campeonato Paulista foi Marcondele, que marcou 11 gols, foi o artilheiro da competição e se transferiu para a Ponte Preta (SP). Mas pode-se dizer que Giovanni se tornou um coadjuvante de muito luxo. O atacante de 22 anos só ficou de fora de um jogo na campanha vitoriosa, jogando 20 dos 21 duelos, marcando seis gols ao todo. Chega ao Rio de Janeiro pela primeira querendo repetir o brilho.

Revelação: MATHEUS BRITO – Num primeiro momento, o Audax não contratou nenhum goleiro mais experiente. Portanto, a oportunidade de vestir a camisa número 1 será do jovem Matheus Brito, de apenas 21 anos. Ele começou a carreira no ECO (SP), mas ainda nas divisões de base foi para o Velo Clube (SP), passando também pelo Desportivo Brasil (SP) até chegar no Audax (SP). Apesar de ser muito elogiado internamente, viverá a primeira grande chance como profissional.

Técnico: ROBÉLIO CAVALINHO – O Laranja Meritiense pode se animar com Cavalinho no comando da equipe. O treinador conquistou o título da Série A3 do Campeonato Paulista e tirou o Audax (SP) de um período sombrio composto de dois rebaixamentos no Estadual. Antes, esteve à frente de Vila Nova (GO) e Itumbiara (GO). Atualmente com 51 anos, possui também experiências como auxiliar-técnico em clubes como Bragantino (SP), Grêmio Barueri (SP), Atlético Sorocaba (SP), Criciúma (SC) e Oeste (SP).

image

image

- Projeção FutRio: 2,28 (11º colocado)

Fundação: 08/07/2010
Melhor posição: 3º (2014)
Posição em 2018: 10º

ELENCO
Goleiros: Bernardo e Célio Gabriel
Laterais: Geovane, João Marcello, Jefferson Telles e Bruno Maia
Zagueiros: Giovani, Marcão, Verdini e Lucas
Volantes: Índio, Pabrício, Jerry e Léo Garcia
Meias: Aldair, Léo Carioca, Lucas Poli e Yago
Atacantes: Aldair, Jobinho, Pedro, Renatinho e Guilherme

Análise: Sem o mesmo alarde de anos como 2014 e 2017, quando apostou em nomes mais experientes, o Barra da Tijuca vai para a Segundona com um elenco relativamente caseiro: a maior parte dos atletas é da própria Zona Oeste, muitos deles com passagens recentes pelo clube, como Lucas Poli, Aldair, Verdini, Índio e Geovane. O plantel enxuto, mas ao mesmo tempo homogêneo, traz uma expectativa de brigar pelas partes superiores da tabela após algumas temporadas sendo coadjuvante na competição.

Destaque: CÉLIO GABRIEL - Experiente goleiro de muito destaque no Bangu. No início da temporada, seria o titular, mas uma lesão o impediu de entrar em campo na elite do Campeonato Carioca. O substituto, Jeferson Paulino, acabou sendo escolhido o melhor goleiro da competição. Ainda com contrato vigente com o Alvirrubro, Célio tem na passagem pelo Barra da Tijuca a chance de provar novamente o seu valor.

Fique de olho: JEFFERSON TELLES - Outro ex-banguense, mas que fez boa temporada de 2018 com a camisa do São Gonçalo, atuando em praticamente todas as partidas e concorrendo nas frentes da Seleção FutRio. Chega aos 31 anos para assumir a lateral-esquerda após passagem rápida pelo Rio Branco de Venda Nova (ES). Acumula também atuações por Bangu, Queimados, Duquecaxiense e Mesquita, sendo experiente na Segundona.

Revelação: JOÃO MARCELLO - Mais um ex-banguense na lista. O lateral-direito de 21 anos fez parte do elenco do Alvirrubro durante o Estadual, mas não jogou, embora seja visto com bons olhos em Moça Bonita após boas participações nas competições de base. A ida para o Barra da Tijuca surge como oportunidade de jogar, ganhar experiência e se mostrar capaz de repetir o bom desempenho entre os profissionais.

Técnico: LIRA - Poucos conhecem o Barra da Tijuca tão bem como Carlos Augusto José de Lira. Treinador do clube antes mesmo da mudança de nome (surgiu em 2010 como Yasmin), acumula diversas idas e vindas e é o verdadeiro bombeiro. Quase sempre quando há troca de técnico ele é o escolhido para assumir. Desta vez, terá a chance de iniciar o trabalho, buscando o acesso que já tem como auxiliar do America em 2009.

image

image

- Projeção FutRio: 3,00 (5º colocado)

Fundação: 12/10/1913
Melhor campanha: campeão (1921, 1926, 1927, 1928, 1981, 1984, 2011)
Posição em 2018: 

ELENCO
Goleiros: Caio, Bruno Miranda e Luciano
Laterais: Rossales, Ricardo Sena e Belarmino
Zagueiros: Renan Rocha, Emerson, Jeferson Siqueira, Wallace e Rafael
Volantes: Josiel, Filipe Silva, Kelvin e Valdívia
Meias: Denílson, Giovanni, Maycon, Lucas, Matheus Salgado, Alex Chander e Accioli
Atacantes: Daniel Marins, Yago Ramos, Jackson, Vinícius, Marlon e Alfinete

Análise: Vai para a segunda temporada seguida na Série B1 do Estadual, agora apostando em jogadores experientes para reverter o quadro e voltar à elite. Do Bangu, que se destacou na primeira divisão, vieram reforços pontuais para o técnico Luciano Quadros, novidade na casa. A expectativa é que o trabalho destes profissionais seja um espelho do que aconteceu no coirmão no começo do ano.

Destaque: DENÍLSON - O camisa 10 é figurinha carimbada neste setor do Guia FutRio, independente da equipe em que esteja. Possui qualidade técnica única e, quando quer, consegue decidir partidas. Caso consiga corrigir os problemas de concentração em determinados jogos, deve liderar o Cesso nesta missão de voltar à elite do Rio de Janeiro. 

Fique de olho: YAGO RAMOS - Destaque nos treinamentos de pré-temporada, o atacante larga um pouco na frente dos demais na briga pela titularidade. É jovem, 23 anos de idade, e defendeu o Democrata (MG) nesta temporada, durante a Segundona do Mineiro. A experiência em jogos mais físicos já existe, fator que auxiliará o atleta na Série B1, competição de perfil mais brigado.

Revelação: VALDÍVIA - Destaque do Tomazinho na Série C, há dois anos, é mais um da leva de atletas que chegam vindos do Bangu. Sem tantas oportunidades na equipe da Zona Oeste nas temporadas anteriores, busca redenção. Logo, vontade não deve faltar ao volante de 20 anos, que se destaca pela intensidade que tenta impor nos jogos.

Técnico: LUCIANO QUADROS - Aos 45 anos, assumiu o time no meio da pré-temporada, mas ainda assim conta com peças que já conhece, o que facilita o entendimento. O técnico preza pelo comprometimento tático e cobra, de maneira muito enérgica, dos atletas à beira do campo. Tem um retrospecto relativamente positivo em termos de números. Esteve nas duas últimas semifinais gerais da Série B1 comandando Audax e Sampaio Corrêa, sendo vice-campeão da Taça Corcovado com este segundo. Logo, já sabe o caminho das pedras até as etapas mais agudas.

image

image

- Projeção FutRio: 2,08 (15º colocado)

Fundação: 16/10/1912
Melhor campanha: 2º (2016)
Posição em 2018: 2º (Série B2)

ELENCO
Goleiros: Patrick e Elvis
Laterais: Jairo, Maycon e Tom
Zagueiros: Cleiton, Thurran e Rogério Souza
Volantes: Abuda, Jonathan, Fábio Eugênio, Paulo Vitor e Gabriel Leite
Meias: Bruninho, Estarlone e Gleyson
Atacantes: Felipe Zuca, Yuri, DG e Franklin

Análise: Depois de alcançar a elite e, com o fim da parceria com o Carapebus, ter que recomeçar do quarto nível estadual, o Campos é o atual vice-campeão da Série B2. O ano de 2018 foi brilhante, mas o Roxinho do Parque Lepoldina chega com um discurso modesto na Segundona, visando a permanência na competição. Para isso, conta com jogadores emprestados, como Paulo Vitor e Patrick, provenientes do Americano, além de outras peças remanescentes da temporada passada.

Destaque: FELIPE ZUCA - Artilheiro da Série B2 em 2018 pelo Maricá, o atacante ainda dá os primeiros passos na carreira, mas o faro de gol e a velocidade para jogar pelas pontas são os grandes trunfos. Chegou com destaque ao Campos e, em jogos-treino, já anotou alguns tentos. Promete ser uma das principais armas do Roxinho na competição.

Fique de olho: ABUDA - Depois de anos vestindo a camisa do Americano, o volante de 25 anos chega ao Roxinho com a missão de ser um dos líderes da equipe. Caracterizado pela forte marcação e dedidação no setor defensivo, será a voz da experiência em um elenco recheado de jovens atletas.

Revelação: YURI - Com apenas 21 anos, o atacante vai para a segunda temporada como profissional. Em 2018, defendeu o clube de sua cidade natal, o Queimados, e anotou quatro gols ao longo da Série B2. Veloz e arisco, o atacante se destaca pelo improviso, além de apresentar versatilidade para jogar pelas pontas e centralizado.

Técnico: GECILDO SOUZA - Depois de ser auxíliar no próprio Campos e também no Goytacaz, chegou a hora de tentar o voo solo. Da mesma maneira, o comandante já foi campeão estadual pelo Palmas (TO). Sua experiência e conhecimento no Roxinho podem ser peças-chaves para conciliar alguns jogadores jovens com outros mais experientes.

image

image

- Projeção FutRio: 3,07 (3º colocado)

Fundação: 08/03/2005
Melhor campanha: 4º (2015)
Posição em 2018: 11º

ELENCO
Goleiros: Jaime e Victor Hugo
Laterais: Oziel, Dudu, Guilherme e Alan Pires
Zagueiros: Allan Miguel, Dilsinho, Zé Carlos e Rennã
Volantes: Neves, Ronan, Jonathan Romário, Igor e Gian Tavares
Meias: Esquerdinha, Kariri, Washinton e Darlan
Atacantes: Charles Chad, Loran, Felipe Araújo e Bruno Veiga

Análise: No ano passado, o Tricolor fez uma campanha de pouco brilho, ficando apenas com a 11ª colocação da classificação geral. Desta vez, o objetivo é evitar a perda de pontos fora de casa e conquistar o retorno à elite, da qual está ausente desde 2014. Ciente da necessidade de confirmação deste objetivo, o Duque foi ao mercado e mesclou experiência e juventude em suas contratações, almejando a retomada dos dias de glória.

Destaque: BRUNO VEIGA -  Identificado com o clube, o atacante promete realizar mais uma temporada em alto nível. Esta já é a quinta passagem pelo Duque, time em que possui uma história repleta de glórias, principalmente envolvendo as Séries B e C do Campeonato Brasileiro. Com 29 anos, Bruno jogou o último Campeonato Mineiro pelo Villa Nova e chega com a função de ser o homem-gol.

Fique de olho: CHARLES CHAD - Apesar de ser o jogador mais experiente do elenco, com 37 anos, o centroavante pode ser o coringa quando se trata de bola na rede. Em 2012, Charles foi útil para o Tricolor, quando balançou a rede em 13 oportunidades pelas Séries C do Brasileiro e A do Carioca. Seu último clube foi o Goiânia (GO), onde atuou quatro vezes, marcando um gol. Para a Série B1, o jogador tem a missão de passar conhecimento para os mais jovens do elenco, além de funcionar como uma peça-chave na busca do retorno à elite.

Revelação: LORAN - Revelado pelo Flamengo, o atacante é visto como uma jóia no time do técnico Mário Junior. Além do Rubro-Negro, o jogador de 20 anos soma uma passagem pelas categorias de base do Fluminense. Neste ano, defendeu o Anapolina (GO), onde entrou em campo uma única vez, marcando gol logo na estreia. Agora no Duque, o jogador espera viver a primeira grande sequência na carreira. Estrela ele tem.

Técnico: MARIO JÚNIOR - Elenco na mão e ambiente agregador. Este é o panorama do comandante, que está na quarta passagem à beira do campo com o time tricolor, sendo a última em 2017. De lá para cá, treinou equipes como Mogi Mirim (SP) e Tigres, principal rival do Duque. Com uma bagagem cheia, o técnico chega com a responsabilidade de retomar o bom trabalho de dois anos atrás.

image

image

- Projeção FutRio: 2,71 (8º colocado)

Fundação: 14/03/1980
Melhor campanha: campeão (1994 e 1997)
Posição em 2018: 

ELENCO
Goleiros: Afonso, Bruno e Jorge
Laterais: Murilo, Ricardo, Digão, Wallace e Breno
Zagueiros: Raniel, Bidu, Bruno Leal, Magrão e Júlio César
Volantes: Damião, Wellington, João Victor, Ernesto e Wallaf
Meias: Dieguinho, Donavan, Gustavo, Jorge Luiz e Nathan
Atacantes: Ziquinha, Dedé, Toshyia, Luquinha, Vinícius Carioca e Rodrigo

Análise: O clube, com orçamento curto, voltou a fazer uso do bom relacionamento com outras equipes e se apoiou em parcerias para montar um elenco com qualidade e nível elevado de competição. Além do Resende, eterno parceiro, Americano e Nova Iguaçu também cederam jogadores, que juntam-se aos que já possuíam contrato. A missão é buscar um rápido entrosamento, mesmo após 45 dias de treinos, já que os jogos oficiais apresentam perfil diferente.

Destaque: DEDÉ - O atacante surgiu em uma peneira da equipe na temporada passada e rapidamente conquistou espaço no time titular. Foi emprestado ao Americano, no começo do ano, mas não conseguiu uma sequência por conta de lesões. Sem Lohan, figura marcante do Frizão nos últimos anos, Dedé ganha a responsabilidade de comandar o setor ofensivo. Polivalente, pode atuar pelo lado ou centralizado no ataque.

Fique de olho: JORGE LUIZ - Outro da vasta categoria de identificados com a história do clube. Estava no Volta Redonda no último Carioca e volta ao Frizão para a Segundona. Rodado, o camisa 10 é a cabeça pensante do meio-campo e tem a bagagem necessária para saber os caminhos rumo às vitórias e ao acesso. Terá companhia de jovens no setor, como Gustavo e Dieguinho, o que pode potencializar as qualidades do atleta.

Revelação: JOÃO VICTOR - O famoso ritmista procurado por uma série de treinadores no futebol. O volante já atuou no profissional, durante a Copa Rio, em anos anteriores, mas pode enfim estrear na principal competição do calendário do Frizão. Com qualidade de passe e visão de jogo, pode ser uma alternativa de Cadão para conseguir controlar o meio-campo em determinadas partidas da Segundona.

Técnico: CADÃO - Sinônimo de Friburguense, com quase 500 jogos como profissional, o treinador de 47 anos vai para a segunda temporada no banco de reservas. Neste ano ganha a companhia do fiel escudeiro Sérgio Gomes. A dupla, conhecedora da casa e do elenco, tem a missão de devolver o clube à elite. A experiência obtida em 2018 será fundamental nesse processo.

image

image

- Projeção FutRio: 2,25 (12º colocado)

Fundação: 13/10/2013
Melhor campanha: 5º (2015)
Posição em 2018: 14º

ELENCO
Goleiros: Rafael, Higor, Yan e Didiu
Laterais: Diego Soares, Alan, Dudu, Wallace e Gabriel 
Zagueiros: Kerlyson, Matheus Amorim, Rodrigão, Alan Patrick e Vitor 
Volantes: Magé, Wallace, Blendon, Tiago Bastos e Julio 
Meias: Felipe Almeida, Thiaguinho, Walber, Magno e Douglas
Atacantes: Marquinhos, Matheus Chaveirinho, Wallace Fernandes, Fabrício, Tales, João, Juninho, Rômulo e David

Análise: Com contratações ousadas, o Gonçalense vem para a temporada 2019 em outro patamar em comparação aos anos anteriores. Manteve Thiago Thomaz no comando técnico e promete brigar na parte de cima da tabela. Os torcedores podem esperar um Tricolor mais parecido com a equipe de 2015, que bateu na trave na luta pelo acesso.

Destaque: RAFAEL - Goleiro experiente, campeão e conhecedor da competição, chega ao Gonçalense com status de líder. Vai tomar conta de uma posição que vinha sofrendo nos últimos anos e cuidar do setor defensivo que conta com peças interessantes como Rodrigão e Kerlyson.

Fique de olho: THIAGUINHO - Destaque do Barra da Tijuca na última Série B1, chega ao Gonçalense como uma das principais peças ofensivas. Com ótima finalização de perna direita, o meia-atacante tem como arma jogar pelo lado contrário do campo, buscando finalizações em direção ao gol com o pé trocado. 

Revelação: MAGNO - Última contratação anunciada, viverá a primeira experiência em uma equipe profissional. Vindo do Avaí (SC), o meia de 20 anos deve receber oportunidades de Thiago Thomaz durante a Série B1, podendo ser um dos destaques da parte ofensiva.

Técnico: THIAGO THOMAZ - Mais uma vez à frente da equipe, o técnico, que mantém a dupla função como vice-presidente, vai buscar uma campanha melhor do que em 2018. Após brigar contra o rebaixamento nos últimos anos, Thiago terá um elenco mais numeroso e com qualidade para trabalhar. A briga promete ser pelo acesso, já que trouxe nomes de peso para compor o grupo e apresentou ótimo trabalho na pré-temporada.

image

image

- Projeção FutRio: 2,57 (9º colocado)

Fundação: 20/08/1912
Melhor campanha: campeão (1982 e 2017)
Posição em 2018: disputou a Série A em 2018 e 2019, sendo rebaixado como 16º colocado neste ano

ELENCO
Goleiros: Gláucio, Adilson, Bambu e Jonathan
Laterais: Marcos Felipe, Tenente, Italo Henrique e Alan
Zagueiros: Kleber Viana, Marcão, Gilberto, Rafael Olizola e Felipe Gregory
Volantes: Joelzinho, Flávio, Jorginho e Jefinho
Meias: Danilo Cintra, Flamel, Alexsandro e Pedrinho
Atacantes: Pepeu, Jairo Paraíba, Philip e Luquinha

Análise: Depois de uma Série A catastrófica neste ano, o Goytacaz está de volta à Segundona. Porém, enganou-se quem achou que a crise econômica abalou na hora do time da Rua do Gás buscar nomes no mercado da bola. A reformulação interna começou pelo principal reforço: o treinador João Carlos Ângelo, que chega com a responsabilidade de devolver a alegria à fiel torcida alvianil. E não para por aí. No elenco, o clube apostou em nomes experientes, como o atacante Jairo Paraíba e o zagueiro Felipe Gregory.

Destaque: FELIPE GREGORY - Rodado, o zagueiro de 30 anos acumula passagens por diversos clubes, ganhando destaque no futebol mineiro, onde defendeu Caldense e Tupynambás. Em solo paulista, Felipe também mostrou bom futebol, vestindo as cores de Linense e São Bernardo. O defensor ainda chama atenção por ser capacitado de algumas virtudes, como velocidade, além da força nos desarmes e boa presença nas bolas aéreas. 

Fique de olho: LUQUINHA - Quando este nome é falado, torna-se impossível não lembrar do feito de 2017, quando marcou o gol que garantiu o retorno à primeira divisão. De fato, a combinação entre jogador e Série B1 é algo que jamais será esquecida pelo lado azul da planície Goytacá. E para o reencontro ser perfeito, o jogador mais identificado com o clube está à disposição no plantel que brigará novamente pelo retorno à elite. O atacante possui 15 gols com a camisa do Goyta, dois deles ainda neste ano. Portanto, olhos abertos para o famoso talismã.

Revelação: PEPEU - O jogador revelação é um prata da casa. Com apenas 20 anos, o atacante teve a primeira oportunidade na equipe profissional ainda neste ano, quando disputou seis jogos do Cariocão, mas sem balançar as redes. Agora, com um campeonato todo pela frente, tem a oportunidade de mostrar o potencial no segundo escalão do Rio de Janeiro.

Técnico: JOÃO CARLOS ÂNGELO - Esta não é a primeira passagem do treinador pelo futebol do Norte Fluminense. João, de 52 anos, obteve destaque entre 2015 e 2017, defendendo as cores do rival Americano. Mais tarde, o comandante foi novamente eficaz, desta vez com a Portuguesa, onde acabou fazendo história com grande campanha na Série A de 2018. Após a melancólica campanha do Goyta este ano, na elite, João chega com a responsabilidade de arrumar a casa, reestruturando uma equipe inteira dentro de campo.

image

image

- Projeção FutRio: 2,91 (7º colocado)

Fundação: 30/10/1976
Melhor campanha: 3º (2016)
Posição em 2018: 12º

ELENCO
Goleiros: Luis Henrique e Ronald
Laterais: Coutinho, Max, Sanderson e Vandinho
Zagueiros: David, Diego Macedo, Espinho e Lua Clayton
Volantes: Denilson, Gean Miller e Junior Santos 
Meias: Davi Santos, Gabriel Galhardo, Gian Carlos, Nélio, Patrick, Rodriguinho e Jonnes 
Atacantes: Bruno Santos, Cristian, Léo Itaperuna e Sorriso

Análise: Com pouco investimento, o Itaboraí precisou ser criativo no mercado, já que, além da Série B1 do Carioca, ainda tem o Campeonato Brasileiro da Série D para conciliar. Com isso, a equipe comandada por Rafael Soriano é formada por muitos atletas emprestados. Jogadores que já trabalharam com o treinador agregam valor ao elenco da Águia, montado pensando também na competição nacional, mas que tem tudo para fazer uma grande Série B1.

Destaque: LUIS HENRIQUE - Experiente, o goleiro de 39 anos fez uma boa Série A pelo Americano e chega por empréstimo ao Azulão. Vai agregar quilometragem e muita segurança à meta do Itaboraí, que passou por altos e baixos em 2018.

Fique de olho: SORRISO - Após boas temporadas com a camisa do Gonçalense e, ano passado, pelo Sampaio Corrêa, chega ao Itaboraí com a confiança de Rafael Soriano, com quem trabalhou no Espírito Santo, no início de 2019. O atacante, que alia dribles e velocidade, tem tudo para ser um dos grandes nomes da Águia.

Revelação: DAVI SANTOS - Cria da casa, o jovem meia deve receber algumas oportunidades neste início de Estadual, já que a Águia disputa também o Campeonato Brasileiro. Franzino, tenta levar vantagem no drible contra adversários mais fortes e na velocidade diante dos mais pesados. Pode ser uma arma, principalmente, na segunda etapa das partidas.

Técnico: RAFAEL SORIANO - O nome que fez história em 2018, levando a ADI ao vice-campeonato da Copa Rio, foi aguardado até o último momento para 2019. Após um bom Estadual no Espírito Santo com o Rio Branco VN, Soriano voltou ao Itaboraí com a missão de montar o elenco que vem disputando o primeiro Campeonato Brasileiro da história do clube e, agora, a Segundona. Trouxe atletas experientes e outras peças de confiança. Tem o apoio da torcida e dos dirigentes, o que agrega tranquilidade para desempenhar o trabalho.

image

image

- Projeção FutRio: 1,00 (19º colocado)

Fundação: 10/09/1939
Melhor campanha: campeão (1988)
Posição em 2018: campeão (Série B2)

ELENCO
Goleiros: Léo Fortunato, Felipe, Jaime e João Paulo
Laterais: Carlinhos, Léo Júnior, Ronaldo, Thiaguinho, Allan Souza e Farney
Zagueiros: Carlos Eduardo, Daniel Rosa, Jean, Léo Fernandes, William Souza e Michael Douglas
Volantes: Jhonathan Napu, Allan Silva, Deivison, Eric Sena, Jhonata Huntorber e Lucas Rissi
Meias: Jean Cláudio, Jonatas, Lucas, Magnor, Ruan, Wallace Moraes e Thiago Messias
Atacantes: Isaías, Luam, Leandrinho e Ricardo

Análise: Campeão da Série B2 em 2018, o Nova Cidade chega com boa expectativa na Segundona, mas sabendo das dificuldades que irá enfrentar na competição. Com poucos recursos financeiros, o Quero-Quero da Baixada se apoia no seu estádio, o Joaquim Flores, e na manutenção do trabalho do técnico Júnior Gomes para conseguir realizar uma boa competição e até, quem sabe, surpreender.

Destaque: JHONATHAN NAPU - Volante de boa estatura física e um dos principais organizadores do time nilopolitano. Capitão em 2018 e indo para a segunda temporada no clube, Napu já é identificado com a camisa alvirrubra. Visão de jogo apurada e bom passe são as principais características. 

Fique de olho: RUAN - Com 23 anos, é o jogador do atual elenco que está há mais tempo no clube. Atuando pelo Nova Cidade desde 2015, o meia-atacante é identificado com a região e, em 2018, superou um drama pessoal - o falecimento da mãe - para colocar o clube na Segundona. É veloz, driblador e capaz de servir como um coringa para o sistema da equipe.

Revelação: LÉO FORTUNATO - Responsável pelas defesas dos pênaltis contra o Campos que garantiram a taça da Série B2 do Carioca em 2018 para o Nova Cidade. Tem como pontos fortes a altura e a elasticidade. Ganha concorrência mais pesada no setor e terá a chance de demonstrar a mesma estrela em competição de nível técnico superior. 

Técnico: JÚNIOR GOMES - Nascido em Nilópolis, realizou um bom trabalho em 2018. O comandante conseguiu dar competitividade para uma equipe que não tem muitos recursos financeiros. Para esta temporada, conta com a manutenção do elenco e também a chegada de novos e experientes jogadores. Tem um bom domínio de grupo e consegue dar padrão tático ao plantel treinado.

image

image

- Projeção FutRio: 2,14 (14º colocado)

Fundação: 01/07/1915
Melhor campanha: campeão (1931, 1980 e 1983)
Posição em 2018: 16º

ELENCO
Goleiros: Jonathan, Marcão e Wallace
Laterais: Wellington Junior, Yan, Anthony, Flávinho e Alex
Zagueiros: Luiz Paulo, Fernando Lugano, Cristiano e Diego
Volantes: Victor Hugo, Flávio Pará, Wilian, Rhay e Wembley
Meias: Felipe, Mateus Cruz, PK, Caio, Lipão e Gabriel
Atacantes: Renatinho, Alexandre, Amorim, John Maranhão, Bruno Carvalho, Jones e Igor

Análise: O Olaria tenta um renascimento no futebol carioca. Após fracas campanhas nos últimos anos - 14º em 2017 e 16º no ano passado - o Azulão da Bariri não quer deixar passar mais uma oportunidade de voltar à elite, de onde amarga uma separação que vai para o sétimo ano. Tendo oito acessos no currículo como treinador e dirigente, Ricardo Barreto será o diretor de futebol, vindo de sucessos recentes por Goytacaz (2017) e America (2018), últimos campeões da Segundona.

Destaque: FLAVINHO – Com muita rodagem no futebol carioca e conhecedor da Segundona, Flavinho tem dois acessos no currículo: um pelo Tigres do Brasil e outro pelo Friburguense. Aos 34 anos, é um lateral completo, reunindo bom poder de marcação e forte chegada ao ataque, com precisão nos cruzamentos. Nas duas últimas temporadas esteve no Duque de Caxias e se destacou pela regularidade.

Fique de olho: PK – Revelado pela Portuguesa, PK se destaca pela polivalência, podendo atuar como volante, meia ou atacante. Se destacou na Série A do Campeonato Carioca, apesar da má campanha da Lusa, mas não foi mantido para a Série D do Brasileiro, já que diversos jogadores para o mesmo setor foram contratados. Sem espaço, optou-se pelo empréstimo para ganhar maior rodagem.

Revelação: AMORIM – Com 20 anos, sempre mostrou potencial nas categorias de base do Olaria. Esteve no elenco profissional em 2018, mas por conta da grande turbulência que o clube viveu, com mudança no departamento de futebol durante a Série B1, não ganhou nenhuma oportunidade, algo que deve ser diferente este ano.

Técnico: ISRAEL FERREIRA – Após fazer um grande trabalho com a equipe de juniores do Olaria, terá a principal oportunidade da carreira. Conhecedor do clube e sabendo da força da base, terá a missão de formar um grande time mesclando os jovens que conhece bem com jogadores experientes que foram contratados.

image

image

- Projeção FutRio: 3,07 (4º colocado)

Fundação: 20/02/2006
Melhor campanha: 3º (2018)
Posição em 2018: 

ELENCO
Goleiros: George, Miranda e Guilherme
Laterais: Léo Fernandes, Endrew, Neto e Bruninho
Zagueiros: Lucas Cunha, Roberto Junior e Talis
Volantes: Leomir, Henrique, Paulo Henrique e Dudu
Meias: Kaká Mendes, Marquinho, Willian Bersan, Jean e Wendson
Atacantes: Alexandro, Marcudinho, Zambi e Romulo

Análise: Como já virou rotina, chega em mais uma Segundona como favorito ao acesso. O investimento, que é traduzido em contratações de peso e um elenco cheio de opções, chama atenção. Resta saber se o tão sonhado resultado dentro de campo virá. Na última semana de pré-temporada, uma mudança importante: o técnico Luiz Antônio Ferreira se desligou do cargo por problemas particulares, o que pode pesar contra. O xará Luiz Antônio Zaluar foi o escolhido para assumir. Experiente, pode utilizar dessa rodagem para facilitar o entendimento junto ao elenco.

Destaque: GEORGE - Goleiro de reconhecida capacidade técnica e que se firmou como um dos melhores do futebol estadual. Teve atuações marcantes pela Cabofriense em 2018 e 2019, na Série A. No Sampaio, brilhou na Segundona do ano passado. Retorna cheio de confiança e agora como uma das principais figuras do elenco.

Fique de olho: ALEXANDRO - Centroavante de 32 anos, com currículo extenso e que volta a encarar uma disputa de segunda divisão do Rio, na qual já brilhou pelo America há 10 anos. Chega impondo respeito pelo histórico, mas as passagens recentes pelo Rio de Janeiro, em times como Resende e Portuguesa, ficaram abaixo da expectativa.

Revelação: WENDSON - Meia de 21 anos que é um dos frutos do recente trabalho de categorias de base implementado no Sampaio. É visto como joia pela direção do clube e já demonstrou potencial técnico acima da média. A concorrência será dura no setor ofensivo. O primeiro passo é encontrar uma brecha no elenco para demonstrar o bom futebol dentro de campo.

Técnico: LUIZ ANTÔNIO ZALUAR - Profissional de 55 anos que possui currículo dos mais ricos, com passagens por clubes tradicionais do futebol brasileiro e também experiências no exterior. Chega ao Sampaio com a missão de encerrar a sina de "quases" e enfim colocar o Galinho na elite. Foi contratado na última semana de pré-temporada, já que o antecessor Luiz Antônio Ferreira se desligou da função por problemas pessoais. Situação que pode gerar dificuldades iniciais na trajetória.

image

image

- Projeção FutRio: 1,91 (16º colocado)

Fundação: 10/11/2010
Melhor campanha: 8º (2017)
Posição em 2018: 

ELENCO
Goleiros: Luis Guilherme, Neto, Batista e Macena
Laterais: Baiano, Paulo Vitor e Heider
Zagueiros: Vinicius, Sandro, Athyla e Leandro Cardoso
Volantes: Eberson, Anderson Domingues, Leandro Carvalho, Thiaguinho e Léo
Meias: Wescley, Waldes, Gago e Kennedy
Atacantes: João, Santos, Marcelo, Dudu e Dourado

Análise: Diferente da última temporada, quando contava apenas com um campo de futebol 7 para treinar, o São Gonçalo ampliou a estrutura através de parceria com o Exército, que lhe permite a utilização da aparelhagem esportiva da entidade. Contará com diversos atletas da Seleção Brasileira Militar, mas perdeu seu principal nome nos últimos anos: o volante Joseph. O atual elenco mescla peças experientes com outras de menor rodagem.

Destaque: WESCLEY - Meia de velocidade e finalização revelado pelo Nova Iguaçu, tem tudo para ser o grande destaque do São Gonçalo nesta temporada. Chegou na reta final da preparação, mas logo ganhou espaço na equipe. Jovem e com conhecimento da competição, vai ser fundamental no esquema montado pelo técnico Renato Alvarenga.

Fique de olho: PAULO VITOR - Lateral-esquerdo conhecido no futebol carioca, pode variar em outras funções na equipe de Alvarenga. Durante a pré-temporada foi testado em diversas posições. Força, velocidade e qualidade no pé canhoto prometem chamar a atenção na Série B1.

Revelação: Kennedy - Meia que defendeu a equipe sub-20 na última temporada e foi um dos destaques na fraca campanha realizada. Aos 20 anos, permanece treinando no grupo e espera por oportunidade para mostrar trabalho no time principal.

Técnico: RENATO ALVARENGA - Iniciando a quarta temporada à frente do clube, teve pouco mais de dois meses para montar a atual equipe. Com investimentos menores, o treinador confia piamente em sua espinha dorsal. A base mantida é a melhor que o clube já teve, segundo o treinador. Seus 55 anos o tornam um técnico vivido no futebol, mas o conhecimento amplo do clube e dos jogadores é a grande arma para o trabalho dar certo.

image

image

- Projeção FutRio: 3,14 (2º colocado)

Fundação: 18/11/2009
Melhor campanha: 8º (2018)
Posição em 2018: 

ELENCO
Goleiros: Flávio, Jonathan, Matheus Phillipe e Schneider
Laterais: Daniel, Marcelo Boito, Matheus Oliveira e Maurício 
Zagueiros: Anderson, Iago Alves, Igor Alemão, Leandrão, Maurício Tomazi e Ronaldo
Volantes: Arruda, Vico, Barreto, Gradici e Caio 
Meias: Alan Gabriel, Alisson, Biel, Gabriel Correia, Pedro e Washington
Atacantes: Anderson Barros, Anderson Manga, Fabrício, Iago, Jacó, João Marcos, Pablo e Ramon

Análise: Melhora estrutural e foco na base. O Serra Macaense segue dando atenção à formação e valorizando jovens jogadores. A diferença é a presença de pelo menos uma peça experiente em cada faixa do campo, o que deixa o Verdão mais equilibrado para a disputa da Série B1. A organização e o planejamento já eram diferenciais, mas com a chegada de reforços rodados, como Leandrão, Washington e Anderson Manga, o patamar, em tese, estará elevado.

Destaque: VICO - O volante tem apenas 21 anos de idade, mas já tem a experiência necessária para ser o líder dentro de campo. Neste ano tem a companhia de atletas mais rodados, como Wahshington e Anderson Manga, mas a presença deles não deve apagar o protagonismo do jogador, que disputou o último Carioca pelo Madureira e é, sem dúvidas, a cabeça pensante e o termômetro do Serra.

Fique de olho: JACÓ - Atacante de 23 anos de idade e que fez a categoria de base no Bahia. Chegou do Goiás e rapidamente conquistou um espaço na linha inicial do técnico Luiz Felipe. Vai para a primeira oportunidade no Rio de Janeiro, mesmo sendo natural de Campos dos Goytacazes. Flutua pela linha ofensiva e pode ser uma opção interessante de velocidade e precisão no setor.

Revelação: IGOR ALEMÃO - O defensor tem 21 anos de idade e ainda dá os passos iniciais como profissional. Com um currículo basicamente de equipes do Sul do país, o atleta vai para a primeira passagem no Rio de Janeiro. Agradou durante a pré-temporada e junto com Leandrão pode fazer a clássica mistura entre experiência e juventude, tão valorizada no futebol como fórmula de sucesso.

Técnico: LUIZ FELIPE - Aos 43 anos, vai para a terceira temporada no Serra Macaense, sempre trabalhando com equipes consideradas jovens. Em 2019 tem à disposição um grupo mais rodado e experiente, o que pode ser o diferencial para o êxito na luta pelo acesso. A própria experiência de três disputas seguidas da Segundona é um ponto forte para o desenrolar das rodadas. Com uma estrutura melhor de trabalho, pode potencializar as qualidades individuais de cada peça.

image

image

- Projeção FutRio: 1,50 (18º colocado)

Fundação: 29/06/1915
Melhor campanha: campeão (1999)
Posição em 2018: 17º

ELENCO
Goleiros: Lucão, Gustavo e Hebert
Laterais: Elivelton, Magdiel e Arthur
Zagueiros: Marlon, Douglas, Lucena, Lucas Straub e Ueslei
Volantes: Kauer, Wisley e Ferreira
Meias: Marcelo Cabral, Renan, Vinicius e Victor Hugo
Atacantes: Bruno Luiz, Romário e Tafarel 

Análise: O Serrano vem de duas temporadas seguidas lutando na parte de baixo da tabela. O fato, que aconteceu em 2017, se repetiu no ano passado, com drama até as rodadas finais. Para a atual Segundona, o time de Petrópolis se apoia em sua principal arma: o Estádio Atílio Maroti, que passou por reformas. No que diz respeito ao elenco, destaque para a manutenção de peças importantes, como o lateral Magdiel e o volante Kauer, além da contratação de Bruno Luiz, experiente centroavante de 34 anos, que veio do Bangu. Inicialmente, o Leão da Serra parece correr por fora.

Destaque: MAGDIEL - O lateral-esquerdo defenderá as cores serranistas pela terceira temporada consecutiva. Porém, o destaque não é somente pelos 33 jogos, mas sim pelo alto nível que apresentou em campo. Magdiel ganhou destaque ainda nas categorias de base, defendendo o Fluminense até 2015. Depois se transferiu para o Duque de Caxias, até chegar ao Leão da Serra. Vale ressaltar que, no ano passado, o jogador concorreu ao prêmio de melhor lateral-esquerdo da Série B1.

Fique de olho: BRUNO LUIZ - Com 34 anos, o centroavante chega com a missão de ser o homem-gol da equipe, posição que era de Marcelo Macedo, hoje gerente de futebol. Experiente, Bruno atuou pelo Bangu no último Campeonato Carioca, mas sem balançar as redes. Além disso, o jogador conta com um vasto currículo, vestindo diversas camisas do futebol carioca. No Serrano, tentará reviver os melhores tempos da carreira.

Revelação: VINÍCIUS MATHEUS - O candidato serranista está localizado na parte lateral do gramado. Com 22 anos, e recém-contratado, Vinicius é cria da base do São Paulo (SP), onde pôde mostrar seu futebol até o ano de 2014. Apesar da pouca idade, já atuou por clubes como União Rondonópolis (RO), Cuiabá (MT) e Cacerense (MT). Chega para a primeira experiência em solo carioca com o desafio de reconduzir o Leão à elite.

Técnico: ALEX ARRUDA - Atuando como gerente de futebol do clube desde 2015, o treinador ganhou a responsabilidade de comandar a equipe na beira dos gramados nos meados de 2018, com a Série B1 em andamento. Apesar de não conquistar resultados de peso, fez o necessário e livrou o Leão do rebaixamento. Enraizado em Petrópolis, é um exímio conhecedor do elenco que possui em mãos, fato que pode ser a chave para uma campanha de sucesso.

image

image

- Projeção FutRio: 2,25 (12º colocado)

Fundação: 19/01/2004 
Melhor campanha: 2º (2014) 
Posição em 2017: 

Goleiros: Léo Flores, Jennerson e Pedro Henrique
Laterais: Formiga, Rodriguinho, Edson, Thiago Espíndola e Thiago Gama
Zagueiros: Anderson, Samuel, Matheus Avelar e Vagner Eugênio
Volantes: Chamel, Jaílson, Léo Índio, Welton Passarinho e Uellington
Meias: Igor Claudiano, Leandro Cruz e Wallace
Atacantes: Allan, Geovane, Maranhão e Lucas Félix

Análise: Dono de uma estrutura de dar inveja a times grandes, o Tigres quer voltar a transformar o alto investimento em resultados concretos. Fora da elite do futebol carioca desde 2017, a equipe chegou a sonhar com o acesso na última Segundona, alcançando a decisão de um dos turnos, mas no fim terminou com o modesto sétimo lugar. Daquele time, alguns remanescentes, como Léo Flores e Chamel, se juntam a contratações como Allan, um dos principais artilheiros do estado nos últimos anos, e Maranhão, maior destaque do último acesso do clube.

Destaque: ALLAN - Quem sabe não esquece. Um dos principais artilheiros de todo o futebol carioca no século, Allan não vive o melhor momento da carreira, é verdade, mas continua deixando seus gols por aí. Em 2018, defendendo o Angra, fez o gol que rendeu o bicampeonato do "Prêmio Robert". O último clube foi o Tupy (ES), em passagem relâmpago e de pouca inspiração. Entretanto, o desempenho por America, Portuguesa, Barra da Tijuca, entre diversos outros, o credencia como destaque.

Fique de olho: MARANHÃO - Melhor atacante da Segundona em 2014 no acesso do próprio Tigres do Brasil, o jogador demonstrava imenso potencial naquela altura. Entretanto, uma série de lesões o incomodaram na sequência da carreira, interrompida desde 2016 após breve passagem pelo São Cristóvão. A lembrança dos sete gols em 14 jogos (média de 0,5 por partida) é a grande esperança para que Maranhão volte a brilhar e ajude a Fera da Baixada num possível retorno à elite.

Promessa: IGOR CLAUDIANO - Jovem jogador revelado pelo rival Duque de Caxias, se afastou do futebol durante um ano, mas está de volta e é candidato a revelação do campeonato. Com apenas 22 anos, já tem na bagagem uma participação na Série D do Campeonato Brasileiro, mas foi pouco utilizado no último ano de contrato com o Tricolor da Baixada. No Tigres, a situação é invertida: o meia-atacante ganhou espaço e chamou a atenção nos treinamentos.

Técnico: FLÁVIO SILVA - Um dos primeiros treinadores da história do clube, está de volta aos 45 anos e após rodagem no futebol do exterior. Passou um período na Nicarágua - país de nascimento dos donos do Tigres - e chegou a comandar a seleção olímpica local. Teve rápida passagem também no futebol da Costa Rica. Na Fera da Baixada, trabalhou entre 2004 e 2007 e fez parte da montagem do time que acabou subindo de divisão no ano seguinte.

Tags: Carioca Série B1, Guia FutRio

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por