Em 26/10/2018 às 19 h59

Imbróglio pode fazer Série B2 voltar a ser jogada das semifinais do returno

Retorno do Maricá pode refazer partidas, mas FFERJ ainda não se posicionou


Autor: Gabriel Andrezo / Foto: Marcos Faria

Ainda sem qualquer definição ou direção para o futuro, o Campeonato Carioca da Série B2 entra em um novo momento de paralisação. A absolvição do Maricá, que retomou os seis pontos que tinha perdido no Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva, dá uma nova cara ao campeonato e mantém o time na briga pelo acesso. Assim sendo, a competição poderá ter que "voltar algumas casas", como em um grande jogo de tabuleiro. Fora da disputa no certame que já foi disputado, o clube retorna à luta pelo acesso podendo ter de recomeçar no ponto em que tudo foi parado pela primeira vez: as semifinais do segundo turno.

LEIA TAMBÉM
>> STJD nega pedidos por paralisação e Série B2 do Carioca segue adiante


Ao menos, esta é (ou parece ser) a única hipótese plausível para retormar o campeonato diante de um cenário que já não pode mais mudar. A decisão de devolver os pontos ao Maricá foi tomada pelo Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), a última instância esportiva do país. Sendo assim, juridicamente, não há mais que se possa fazer e a FFERJ tem nas mãos um grande problema para resolver, gerado a partir do momento em que uma decisão reversível foi tomada como pretexto para retomar o andamento da competição, há cerca de um mês.

Explica-se: quando o segundo turno da Série B2 terminou, o Maricá estava classificado para as semifinais daquela etapa do campeonato, numa altura em que já tinha sido julgado, em primeira instância, pela escalação supostamente irregular do atacante Felipe Zuca. A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FFERJ) decidiu então paralisar a competição para esperar o veredicto do Pleno do TJD, que julgaria o caso dias depois. Nele, o Maricá foi punido de fato, ficando com menos seis pontos, perdendo a vaga na semifinal do returno e deixando a luta pelo acesso condicionada ao Pérolas Negras não ser campeão do returno.

Além disso, o Maricá também tinha a segunda colocação geral, com 33 pontos, estando portanto garantido nas semifinais do acesso. Com menos seis, chegou a 27, caindo para o quinto lugar. Só o título do Pérolas no returno poderia tirá-lo das duas frentes e foi exatamente isso que aconteceu. Agora, com a retomada dos pontos e a volta à situação anterior, é possível que os jogos que valeram o acesso a Nova Cidade e Campos sejam anulados e precisem refeitos. Ou seja, a história do campeonato teria de ser reescrita a partir do fim da fase de grupos.

Neste caso, o Maricá voltaria às semis do returno, enfrentando o Pérolas, enquanto Nova Cidade e Campos jogariam a outra partida, conforme já aconteceu. Só depois da decisão do título (inicialmente vencido pelo Pérolas) é que o acesso estaria de fato em disputa, com o Maricá também garantido e enfrentando o Campos. O Nova Cidade, líder geral, encararia Pérolas ou Queimados, dependendo do desfecho do segundo turno. Embora esta seja a hipótese mais provável, o silêncio por parte da FFERJ deixa tudo em aberto.

Caso a competição seja retomada deste ponto, seriam necessárias mais cinco datas (pelo menos três semanas) para concluir a competição. Até a noite desta sexta-feira (26), véspera do que seria a final inicialmente marcada, entre Nova Cidade e Campos, nenhuma confirmação de calendário foi feita e a tendência é que o mistério siga até o início da próxima semana. Se o imbróglio já é enorme, qualquer outra solução poderia afetar diretamente a classificação do campeonato e até os promovidos, uma vez que o regulamento cita apenas dois clubes subindo para a Série B1. Novamente, dias de incerteza pairam sobre a terceira divisão do Rio de Janeiro.

Tags: Carioca Série B2

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por