Em 08/08/2018 às 12 h00

Gonçalense vai recorrer da decisão do TJD sobre WO em jogo contra Tigres

Em nota, clube contesta decisão do tribunal e justificativa do atraso do rival


Autor: Redação FutRio / Foto: Gabriel Farias (FutRio)

O Gonçalense confirmou, em nota, que vai recorrer da decisão do TJD-RJ desta última terça-feira (07). O tribunal vai remarcar o jogo contra o Tigres do Brasil, pela primeira rodada da Taça Corcovado, que tinha sido computado como WO do clube. O Tricolor Metropolitano acredita em mal entendido do tribunal e contestou a justificativa do rival para o atraso: o trânsito. Segundo o presidente do clube, a partir dessa sentença qualquer time poderá culpar o trânsito pela falta de pontualidade.

image

VEJA MAIS
> TJD-RJ cancela WO e solicita remarcação de Gonçalense x Tigres
> Trânsito atrapalha, Tigres não aparece e perde por WO para o Gonçalense

Segundo a equipe da Baixada Fluminense, o trânsito foi o principal responsável pela não chegada na hora marcada para o duelo, às 15h, do dia 14 de julho. Na data, um congestionamento atingiu a Ponte Rio-Niterói e outras vias próximas, impedindo a chegada ao local do jogo, o Alzirão.

Pelo lado do Lense, o clube, através de seu presidente - Joacir Thomaz -, reforçou que atletas do seu time que moravam longe chegaram para o encontro, além de reforçar o pedido por um planejamento melhor de todas as equipes que participam da competição.

Confira as falas do presidente Joacir Thomaz sobre o ocorrido, em nota divulgada pelo clube.

- Nós vamos recorrer. O nosso clube cumpriu todas as exigências para que a partida pudesse ocorrer. Todas os responsáveis para que o apito inicial fosse dado, estavam presente. Médico, ambulância, policiamento, delegado e arbitragem, menos a equipe do Tigres - afirmou, dando sequência.

- A tabela do Campeonato exige que as equipes tenham uma boa logística, senão podem sofrer com imprevistos. E um dos principais problemas do nosso estado é o trânsito. Sabendo disso, o Tigres deveria sair com uma antecedência maior para não ficar "preso" no trânsito da cidade, como fez a delegação do sub-20, que chegou no Catarinão para enfrentar os nossos meninos (sub-20 do Gonçalense) - disse, encerrando em seguida.

- Um exemplo claro para não correr risco de chegar atrasado, tem sido dado por todas as outras equipes que nos enfrentaram e sempre chegaram no horário. Nós fomos jogar contra o Angra dos Reis, no dia 2 de junho, lá no Estádio Jair Toscano, a nossa delegação chegou às 10h, só que a bola rolava às 15h. Nos programamos para chegar cedo, pois ainda acontecia a greve dos caminhoneiros e poderia acontecer algum imprevisto. O que mais me preocupa nessa decisão,é que pode criar uma jurisprudência e toda equipe que chegar atrasada poderá alegar que foi o trânsito - concluiu.

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por