Em 25/03/2018 às 09 h01

Clubes sofrem com falta de jogos e calendário escasso após Estadual

Fora da Série D, seis equipes se planejam para um tímido segundo semestre


Autor: Vitor Costa / Fotos: Gabriel Farias e Vitor Costa (FutRio)

Com o fim da fase de grupos do Campeonato Estadual, as torcidas de Bangu, Boavista, Cabofriense, Goytacaz, Portuguesa e Resende viverão, nos próximos meses, uma situação inimaginável para quem torce para os quatro grandes: a falta de jogos do time do coração. Os seis clubes não possuem divisão no Brasileiro - a vaga do Carioca atual só vale para 2019 - e, desta forma, podem encerrar a temporada com menos de 15 partidas. Bem longe das mais de 80 que, por exemplo, fizeram o calendário do Flamengo ser um dos maiores do mundo.

imageDe acordo com o calendário da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FERJ), a Copa Rio, próxima competição das equipes, tem início previsto para a terceira semana de junho. Até lá, certamente não haverão jogos oficiais. E ainda há um outro problema: a competição é toda disputada em mata-mata. Desta forma, eliminada na primeira fase, a equipe participante disputa apenas dois jogos em todo o semestre. Como o contrato mínimo para um jogador profissional é de três meses, o clube precisa honrar com a folha salarial sem sequer entrar em campo.

Se o Estatuto do Torcedor for respeitado e o regulamento de 2017 da Copa Rio mantido, a Cabofriense, por exemplo, não terá vaga, já que terminou na 13ª posição e apenas os oito melhores pequenos - teoricamente do 5º ao 12º - se classificam. No entanto, Volta Redonda, Boavista e Portuguesa podem não jogar. A participação é opcional pois as equipes já possuem vaga na Série D do Brasileiro em 2019, um dos objetivos da competição. No entanto, a tendência é que disputem pois há um outro atrativo: a chance de disputar a Copa do Brasil. 

Entre os demais participantes do Carioca, além do Volta Redonda, que tem as 18 partidas da Série C, Macaé, Madureira e Nova Iguaçu, na teoria, também possuem um segundo semestre ativo, já que se planejam para disputar a Série D - que ainda contará com o Americano, da Série B1 do Estadual. No entanto, podem sequer chegar a junho com calendário. A primeira fase da competição tem seis partidas e começa em 21 de abril. Quem for eliminado nesta etapa poderá ter pelo menos seis meses de inatividade até a disputa do próximo Carioca, em janeiro.

Nove meses sem disputar um jogo oficial

Quem mais tem sofrido com a falta de calendário nos últimos anos é a Cabofriense. Em 2017, a equipe disputou apenas 13 jogos - sendo dois válidos já pela temporada de 2018. O período inativo chegou a nove meses entre março, mês do término do Grupo X do Campeonato Carioca, e dezembro, início da Seletiva. O Nova Iguaçu ficou o mesmo tempo sem disputar jogos oficiais, já que optou em não jogar a Copa Rio e se preservar para a temporada atual.

Confira a situação de cada clube:

BANGU
Jogos disputados em 2018: 12
Próxima competição: Copa Rio, em junho
Número mínimo de partidas: 14 (se for eliminado na primeira fase)
Número máximo de partidas: 20 (se chegar à final)

BOAVISTA
Jogos disputados em 2018: 14
Próxima competição: Copa Rio, em junho
Número mínimo de partidas: 16 (se for eliminado na primeira fase)
Número máximo de partidas: 20 (se chegar à final)

CABOFRIENSE
Jogos disputados em 2018: 16 (2 deles em dezembro de 2017)
Próxima competição: Campeonato Carioca, em janeiro de 2019
Número máximo de partidas: 16 (ainda pode herdar vaga na Copa Rio)

GOYTACAZ
Jogos disputados em 2018: 11
Próxima competição: Copa Rio, em junho
Número mínimo de partidas: 13 (se for eliminado na primeira fase)
Número máximo de partidas: 19 (se chegar à final)

RESENDE
Jogos disputados em 2018: 11
Próxima competição: Copa Rio, em junho
Número mínimo de partidas: 13 (se for eliminado na primeira fase)
Número máximo de partidas: 19 (se chegar à final)

PORTUGUESA
Jogos disputados em 2018: 11
Próxima competição: Copa Rio, em junho
Número mínimo de partidas: 13 (se for eliminada na primeira fase)
Número máximo de partidas: 19 (se chegar à final)

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por