Em 17/07/2017 às 08 h52

Jobinho lamenta falta de sorte do Olaria por escassez de gols dentro de casa

Meia diz que tranquilidade é essencial para fazer a rede balançar


Autor: Gabriel Andrezo / Foto: Gabriel Andrezo (FutRio)

Neste sábado (15), o Olaria voltou a empatar sem gols na Rua Bariri. Pelo segundo jogo seguido em casa, o time ficou no 0 a 0 com o Tigres do Brasil, na estreia pela Taça Corcovado, o segundo turno da Série B1 do Campeonato Carioca. A equipe perdeu uma série de oportunidades no segundo tempo e repetiu o que já tinha acontecido no meio da semana, quando o Azulão ficou no zero com o Boavista, pela Copa Rio.

A falta de gols e de acerto nas chances criadas tem preocupado com os jogadores. O meia Jobinho, após o jogo deste fim de semana, avaliou a "seca" como falta de sorte, dizendo que a equipe tem feito aquilo que já vinha realizando nos treinamentos da semana, mas que um pouco mais de tranquilidade na hora de concluir pode ser a chave para voltar a fazer a rede balançar.

– Infelizmente, não chegamos novamente ao gol. Criamos, repetimos o que fizemos nos treinos, mas infelizmente a bola não entrou. Também houve umas situações ali, em que acho que houve um pênalti a nosso favor. Acho que tem faltado um pouquinho de calma, ou de sorte para a bola a entrar. Uma hora ela vai acabar entrando. Agora é bola para frente porque quarta-feira tem jogo de novo – disse.

O Olaria volta a campo nesta quarta-feira, em Saquarema, diante do Boavista, no jogo de volta das oitavas de final da Copa Rio. Para avançar, o time precisa vencer ou empatar com gols.

Tags: Olaria

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por