Em 19/05/2017 às 11 h48

Bicho e preleção de Jair Ventura são armas do Botafogo na Copa Libertadores

Técnico inflama jogadores antes das partidas: "Temos que dar nosso melhor"


Autor: Caio Figueroa / Foto: Sátiro Sodré (SSPress/BFR)

Mesmo com uma equipe tecnicamente limitada, o Botafogo vem fazendo uma campanha espetacular nesta edição da Libertadores. Após vencer em casa o Atlético Nacional (COL), atual campeão da competição, o Alvinegro se classificou para as oitavas de final, algo que não acontecia há 21 anos. 

O grande marco deste time é a garra em campo. E de onde vem tanta vontade de vencer? Um dos fatores é sem dúvida a oratória de Jair Ventura. O técnico é expert em motivar seus comandados e cobra entrega total em campo.

- Tem que sair assim, esgotados. Quando se dá o máximo em campo, o resultado aparece, você dorme tranquilo. Temos sempre que dar o máximo na vida. A vida é curta, e temos que dar o nosso melhor. Não sei até onde o Botafogo vai. Mas sei que vamos sempre dar o nosso melhor. Cada jogo vai ser como uma grande final - relatou Jair.

Outro ponto importante é uma prática muito conhecida no futebol: o bicho. Na reta final do último Campeonato Brasileiro, a bonificação por resultados voltou com tudo no Botafogo. Os vencimentos eram na casa dos R$ 200 mil a serem divididos entre jogadores e comissão técnica. Na Libertadores, os valores são ainda maiores.

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por