• Bangu
  • Boavista
  • Bonsucesso
  • Botafogo
  • Cabofriense
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Macaé
  • Madureira
  • Nova Iguaçu
  • Portuguesa
  • Resende
  • Vasco da Gama
  • Volta Redonda
  • America
  • Americano
  • Artsul
  • Audax Rio
  • Barcelona
  • Barra da Tijuca
  • Barra Mansa
  • Campos
  • Duque de Caxias
  • Friburguense
  • Gonçalense
  • Goytacaz
  • Itaboraí
  • Olaria
  • Queimados
  • Sampaio Corrêa
  • São Cristóvão
  • São Gonçalo EC
  • Serra Macaense
  • Serrano
  • Tigres do Brasil
  • Angra dos Reis
  • Araruama
  • Bela Vista
  • Ceres
  • Duquecaxiense
  • Futuro Bem Próximo
  • Juventus
  • Mesquita
  • Nova Cidade
  • Rio de Janeiro
  • Rio São Paulo
  • Santa Cruz
  • São Gonçalo FC
  • Campo Grande
  • Condor
  • Itaboraí Profute
  • Itaperuna
  • Miguel Couto
  • Paduano
  • Rubro
  • São José
  • Teresópolis
  • Tomazinho
  • União Central
  • União de Marechal
  • Na folia

Em 18/03/2017 às 17 h20

Loco Abreu perde pênalti e Bangu e Boavista empatam em jogo morno

Partida teve poucas emoções diante de tarde nublada em Moça Bonita


Autor: Vitor Costa / Foto: João Carlos Gomes (BAC)

A emoção passou longe de Moça Bonita no empate por 0 a 0 entre Bangu e Boavista, neste sábado (18), pela segunda rodada da Taça Rio. O tempo nublado combinou com o jogo morno, enquanto o placar manteve a campanha abaixo das expectativas de ambos no Carioca. O principal destaque foi um pênalti perdido por Loco Abreu, ainda no primeiro tempo.

Na modesta décima posição no geral, bem aquém do esperado pelo investimento feito, o time de Joel Santana volta a campo na próxima quarta-feira (22), às 17h, em Bacaxá, contra o Volta Redonda. Já o Bangu, oitavo, encara o Flamengo, no mesmo dia, às 21h45min, no Raulino de Oliveira.

Pênalti perdido e jogo sem emoção

Toda a emoção do primeiro tempo foi praticamente resumida a um único lance. No primeiro ataque do jogo, Raphael Augusto cruzou para a área, o volante Júlio César, do Boavista, escorregou e colocou a mão na bola. Pênalti que Loco Abreu bateu fraco, no meio do gol, e Rafael defendeu.

O jogo seguiu com domínio territorial do Bangu, mas com pouca intensidade e nenhuma chance clara. A melhor oportunidade foi um chute de Washinton, aos 29, de fora da área, à esquerda de Rafael. Já o Boavista assustou no lance anterior, com Leandrão, que parou em Márcio.

No segundo tempo, o Boavista melhorou e dominou os primeiros minutos, especialmente com o atacante Robert. Aos dois minutos, ele recebeu bom passe de Lucas Rocha, avançou completamente livre, entrou na área e chutou, mas o goleiro Márcio realizou grande defesa.

Robert foi novamente acionado aos 20 minutos e, na entrada da área, fez boa jogada individual e, no meio de três marcadores, conseguiu finalizar, mas a bola foi por cima do gol. No entanto, o principal jogador da etapa complementar sentiu dores e foi substituído por Fellype Gabriel.

Os últimos lances de perigo do jogo foram em cobranças de falta. Aos 30 minutos, Leandrão cobrou com muito perigo, e a bola passou perto do gol de Márcio. Aos 39, foi a vez de João Guilherme arriscar, também de falta, mas também por cima de Rafael, levando perigo.

Na base do desespero, o Bangu chegou a estar com quatro atacantes em campo, mas abusou da ligação direta e não conseguiu assustar. Enquanto isso, o Boavista era perigoso nos contra-ataques, e Fellype Gabriel exigiu aos 45 boa defesa de Márcio. No entanto, a rede acabou não balançando.

A partida
Bangu 0 x 0 Boavista - Taça Rio, 2ª rodada - 18/03/2017 às 15h30min

Estádio de Moça Bonita (Rio de Janeiro-RJ)
Árbitro: João Batista de Arruda
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Corrêa Farinha

Bangu: Márcio; Daniel, João Guilherme, Anderson Penna e Guilherme; Eroza (Thiaguinho, 39'/2ºT), Raphael Augusto e Washinton (Carlinhos, intervalo); Matheus Pimenta (Leandro Chaves, 24'/2ºT), Bruno Luiz e Loco Abreu. Técnico: Márcio.

Boavista: Rafael; Lucas Rocha, Gustavo, Renato Silva e Christiano; Julio César, Maranhão e Thiaguinho (Vitor Faíska, intervalo); Maicon (Mateus Paraná, 35'/2ºT), Leandrão e Robert (Fellype Gabriel, 21'/2ºT). Técnico: Joel Santana.

Cartões amarelos: Eroza, Raphael Augusto e Leandro Chaves (BAN); Thiaguinho, Robert e Julio César (BOA)

Público: 825 pagantes (1.075 presentes)
Renda: R$ 11.270,00

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por