• Bangu
  • Boavista
  • Bonsucesso
  • Botafogo
  • Cabofriense
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Macaé
  • Madureira
  • Nova Iguaçu
  • Portuguesa
  • Resende
  • Vasco da Gama
  • Volta Redonda
  • America
  • Americano
  • Artsul
  • Audax Rio
  • Barcelona
  • Barra da Tijuca
  • Barra Mansa
  • Campos
  • Duque de Caxias
  • Friburguense
  • Gonçalense
  • Goytacaz
  • Itaboraí
  • Olaria
  • Queimados
  • Sampaio Corrêa
  • São Cristóvão
  • São Gonçalo EC
  • Serra Macaense
  • Serrano
  • Tigres do Brasil
  • Angra dos Reis
  • Araruama
  • Bela Vista
  • Ceres
  • Duquecaxiense
  • Futuro Bem Próximo
  • Juventus
  • Mesquita
  • Nova Cidade
  • Rio de Janeiro
  • Rio São Paulo
  • Santa Cruz
  • São Gonçalo FC
  • Campo Grande
  • Condor
  • Itaboraí Profute
  • Itaperuna
  • Miguel Couto
  • Paduano
  • Rubro
  • São José
  • Teresópolis
  • Tomazinho
  • União Central
  • União de Marechal
  • Na folia

Em 03/03/2017 às 17 h32

Arturzinho: "Me senti desrespeitado, desautorizado e desprestigiado"

Ídolo do Bangu comentou saída do cargo de treinador do clube depois de dois jogos


Autor: Igor Dorilêo / Foto: Emerson Pereira (BAC)

A saída de Arturzinho do comando técnico do Bangu pegou a todos de surpresa. Depois de uma passagem relâmpago, com apenas dois jogos oficiais – sendo uma vitória e uma derrota –, o treinador e ídolo banguense pediu demissão na última quinta (2). De maneira exclusiva ao FutRio.net, o agora ex-comandante alvirrubro explicou alguns dos pontos que o motivaram a pedir para sair do clube de Moça Bonita.

– Me senti desrespeitado, desautorizado e desprestigiado num clube do tamanho do Bangu em que eu sou ídolo - disse Arturzinho que, visivelmente chateado, justificou esses adjetivos:

– Os meus princípios não permitem influências e isso aí estava existindo. Estava existindo um comando duplo no Bangu e, com isso, eu não concordo.

Nos bastidores, Arturzinho sempre foi uma pessoa querida em Moça Bonita, principalmente pelo brilhante passado que construiu na época de jogador. Porém, nem esse respeito à sua figura estava fazendo com que ele tivesse soberania sobre as decisões tomadas, segundo o próprio.

– Existe uma liderança, um comando, que tem que ser respeitado. Ninguém é dono do Bangu. O Bangu é um clube enorme, tem uma história bonita e não pode ficar refém de ninguém – contou.

Foco era Série D, mas ídolo não guarda mágoas

Com 60 anos, o antigo meia já mirava até um segundo semestre de sucesso para o time da Zona Oeste, já que nesta temporada o Bangu volta a disputar a Série D do Brasileiro, que pode recolocar a equipe no cenário brasileiro.

– Nosso objetivo maior não era nem o Estadual. Era ascender a equipe da Série D para a Série C para o Bangu ficar numa série nacional e ter visibilidade o ano inteiro, mas infelizmente as coisas não estavam do jeito que o profissionalismo pede, e se você não se encaixa a esse modelo, é melhor sair. Eu não estava fazendo aquilo que estava achando correto por conta de uma série de circunstâncias. Isso me deixou triste e eu resolvi sair – revelou.

Por fim, Arturzinho deixou claro que, mesmo com a saída conturbada do clube, não leva mágoas da diretoria banguense e rechaçou qualquer tipo de problemas com o presidente Jorge Varella ou qualquer outro membro da direção:

– Não tenho mágoa nenhuma. Não tive problema com presidente, nem com diretor. Eu só queria ter trabalhado de uma forma que eu acho que é a ideal para o Bangu. Se isso não foi possível, espero que o Bangu siga o caminho dele e eu faço isso em outro lugar, quando tiver oportunidade.

Depois da saída do Bangu, Arturzinho afirmou não ter ainda sondagens para assumir outra equipe. Já o Bangu, agora com o auxiliar Carlos Renan no comando, estreia na Taça Rio diante do Nova Iguaçu, em partida marcada para o dia 11.

Tags: Bangu; Arturzinho;

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por