• Bangu
  • Boavista
  • Bonsucesso
  • Botafogo
  • Cabofriense
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Macaé
  • Madureira
  • Nova Iguaçu
  • Portuguesa
  • Resende
  • Vasco da Gama
  • Volta Redonda
  • America
  • Americano
  • Artsul
  • Audax Rio
  • Barcelona
  • Barra da Tijuca
  • Barra Mansa
  • Campos
  • Duque de Caxias
  • Friburguense
  • Gonçalense
  • Goytacaz
  • Itaboraí
  • Olaria
  • Queimados
  • Sampaio Corrêa
  • São Cristóvão
  • São Gonçalo EC
  • Serra Macaense
  • Serrano
  • Tigres do Brasil
  • Angra dos Reis
  • Araruama
  • Bela Vista
  • Ceres
  • Duquecaxiense
  • Futuro Bem Próximo
  • Juventus
  • Mesquita
  • Nova Cidade
  • Rio de Janeiro
  • Rio São Paulo
  • Santa Cruz
  • São Gonçalo FC
  • Campo Grande
  • Condor
  • Itaboraí Profute
  • Itaperuna
  • Miguel Couto
  • Paduano
  • Rubro
  • São José
  • Teresópolis
  • Tomazinho
  • União Central
  • União de Marechal
  • Na folia

Em 02/03/2017 às 11 h07

Erros do Bangu no Quadrangular ficam de aprendizado, segundo Márcio

Goleiro acredita em bom segundo turno: "Fazer em alto nível"


Autor: Redação FutRio / Foto: João Carlos Gomes (BAC)

Depois de uma fase classificatória com apenas uma vitória, o Bangu teve a chance de participar da semifinal do Quadrangular Extra da Taça Guanabara, etapa do Estadual envolvendo os terceiro e quarto colocados de cada chave. A derrota para o Nova Iguaçu por 2 a 0, na quarta (1º), colocando fim às chances do título simbólico. Ao sofrer dois gols na etapa inicial, o Alvirrubro se viu em situação complicada. Falhas que ficam como aprendizado visando a Taça Rio, conforma explica o goleiro Márcio.

- Temos uma Taça Rio pela frente para fazer em alto nível e usar as derrotas, esses momentos todos que a gente oscilou, de uma forma positiva no segundo turno. Qualquer partida serve de laboratório. São experiências, fatos. É um jogo oficial (contra o Nova Iguaçu), teoricamente, então com certeza vai ser filtrada muita coisa boa e as coisas ruins para não cometermos no segundo turno - afirmou.

Ao ser perguntado se o Bangu demorou a acordar na semifinal diante do Nova Iguaçu, já que sofreu dois gols no primeiro tempo, Márcio discordou. O arqueiro acredita que foi uma partida equilibrada em todo tempo, lamentando apenas o abatimento apresentado após os gols sofridos, algo que ele considera normal.

- Não concordo. Até os 20 minutos igualamos na força, na vontade. Tivemos chances, eles também e infelizmente no primeiro gol, é aquilo... as equipes se estudam e acabamos levando o gol. Tem aquela ducha de água fria normal, sair com 2 a 0 no primeiro tempo, mas no segundo nós jogamos de igual para igual, tivemos oportunidade e fizemos um jogo aberto. Agora é ver onde erramos e constinuar trabalhando - indicou.

O Bangu volta a campo em 11 ou 12 de março, quando volta a enfrentar o Nova Iguaçu, dessa vez pela rodada inaugural da Taça Rio.

Tags: Bangu, Márcio, Carioca Série A

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por