• Bangu
  • Boavista
  • Bonsucesso
  • Botafogo
  • Cabofriense
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Macaé
  • Madureira
  • Nova Iguaçu
  • Portuguesa
  • Resende
  • Vasco da Gama
  • Volta Redonda
  • America
  • Americano
  • Artsul
  • Audax Rio
  • Barcelona
  • Barra da Tijuca
  • Barra Mansa
  • Campos
  • Duque de Caxias
  • Friburguense
  • Gonçalense
  • Goytacaz
  • Itaboraí
  • Olaria
  • Queimados
  • Sampaio Corrêa
  • São Cristóvão
  • São Gonçalo EC
  • Serra Macaense
  • Serrano
  • Tigres do Brasil
  • Angra dos Reis
  • Araruama
  • Bela Vista
  • Ceres
  • Duquecaxiense
  • Futuro Bem Próximo
  • Juventus
  • Mesquita
  • Nova Cidade
  • Rio de Janeiro
  • Rio São Paulo
  • Santa Cruz
  • São Gonçalo FC
  • Campo Grande
  • Condor
  • Itaboraí Profute
  • Itaperuna
  • Miguel Couto
  • Paduano
  • Rubro
  • São José
  • Teresópolis
  • Tomazinho
  • União Central
  • União de Marechal
  • Na folia

Em 14/02/2017 às 12 h28

Disposto a reviver tempos de glória no Bangu, Arturzinho projeta ano cheio

Treinador assinou contrato visando Estadual e Brasileiro da Série D


Autor: Renan Mafra / Fotos: Divulgação

Após brilhar dentro de campo pelo Bangu, o técnico Arturzinho vai buscar o mesmo sucesso na área técnica, já que substituiu Eduardo Allax e agora que vai comandar o clube, onde é ídolo, no Campeonato Carioca. Junto do treinador chega ao Alvirrubro seu filho e auxiliar, Tuca Lima. Mesmo que o cenário seja completamente diferente, o novo comandante banguense quer reeditar os grandes feitos de tempos passados, quando o Bangu figurou entre os principais times do futebol nacional.
 
- Estou muito feliz de trabalhar no Bangu, é um sonho que estou realizando. Sempre quis contribuir de alguma forma. Todo mundo sabe o carinho que tenho pelo clube e até fico preocupado com o que tem ocorrido nos últimos anos. Quero pelo menos tentar ajudar para que o clube volte a ser como nas décadas de 60, 70 e 80, um dos times grandes do Rio de Janeiro. Tomara que com todos que lá trabalham, consigamos ajudar a colocar o Bangu no patamar que ele merece, não só no Campeonato Carioca, mas também no cenário nacional - ressaltou.
 
Segundo Arturzinho, seu contrato vai até o fim do ano, mas para isso, a CBF precisa confirmar que a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro será do Bangu, algo que deve acontecer em breve (o Alvirrubro herdaria a vaga do Volta Redonda, que subiu para a Série C). Ele não escondeu que vive grande expectativa para comandar o Gigante da Zona Oeste na competição nacional.
 
- A princípio meu contrato vai até o fim do ano, mas só com o Bangu disputando a Série D do Campeonato Brasileiro. Como todos estão convictos que isso vai acontecer, espero que façamos uma boa campanha na Taça Rio e também no Brasileiro. Como eu falei, o Bangu não pode pensar em crescer apenas no cenário estadual, precisa pensar em ser grande no cenário nacional de novo - afirmou.

Antes do início do Campeonato Carioca, os torcedores do Bangu ficaram animados com as contratações apresentadas, tendo como destaque o atacante Loco Abreu, que já marcou três gols no Estadual. Porém, em quatro jogos, o Alvirrubro ainda não venceu: foram dois empates e duas derrotas. Arturzinho afirmou que a expectativa criada nas arquibancadas não foi exagerada, mas sim de acordo com as tradições do clube.
 
- Acho que se criou uma expectativa muito grande pelos reforços contratados e pela visibilidade que o Bangu ganhou, e sempre tem a esperança de que o Bangu volte a ser um time grande. Porém, sabemos que nada é imediato, o trabalho tem que ser constante e espero que isso ocorra. Já conversamos com a diretoria e queremos fazer uma grande campanha no segundo turno, não só na Taça Rio, mas também na Série D do Campeonato Brasileiro. O Bangu tem que pensar mais alto e crescer no cenário nacional, mas com paciência. Mas acho que esse marketing feito no início do ano tem que continuar, pois isso prova que o Bangu é grande - destacou.

image
 
Apesar da contratação de Eduardo Allax para o Campeonato Carioca, Arturzinho revelou que também foi procurado, só quem sem acordo num primeiro contato. O técnico explicou o motivo para as partes não terem chegado a um denominador comum, garantindo que agora a situação foi diferente.
 
- De fato conversamos antes da competição, mas as coisas agora foram diferentes. Em novembro conversamos por duas vezes, mas não chegamos a um acordo do tempo de contrato e também dos salários, além de outras situações. Por isso, preferi não assumir na ocasião. Mas agora espero ter sucesso nessa nova caminhada junto com todos que estão no clube: diretoria, jogadores e comissão técnica - disse.
 
Arturzinho é 17º treinador do Bangu na "Era Jorge Varela", sendo o sétimo que foi jogador do clube. Apesar de elogiar a atitude da diretoria alvirrubra, ele deixou claro que é preciso priorizar a capacidade do profissional em dirigir um clube do tamanho do Bangu, sem levar os tempos de atleta em consideração.
 
- Eu respeito o critério do clube de optar sempre por priorizar ex-jogadores do Bangu para comandar a equipe, mas acho que não seja necessário isso, é preciso ter capacidade de conseguir resultados. Sabemos que a situação do Bangu é delicada, não fez um bom primeiro turno, a Taça Rio também é muito rápida, mas acredito que mesmo com pouco tempo, podemos obter sucesso e depois pensar na competição nacional para ascendermos para a Série C - finalizou.
 
A estreia de Arturzinho no Bangu será no sábado (18), contra o Resende. A partida acontece às 16h30, no Estádio Aniceto Moscoso.

Tags: Arturzinho, Bangu, Carioca Série A

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por