• Bangu
  • Boavista
  • Bonsucesso
  • Botafogo
  • Cabofriense
  • Campos
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Macaé
  • Madureira
  • Nova Iguaçu
  • Portuguesa
  • Resende
  • Tigres do Brasil
  • Vasco da Gama
  • Volta Redonda
  • America
  • Americano
  • Artsul
  • Audax Rio
  • Barcelona
  • Barra da Tijuca
  • Barra Mansa
  • Duque de Caxias
  • Friburguense
  • Gonçalense
  • Goytacaz
  • Itaboraí
  • Olaria
  • Queimados
  • Sampaio Corrêa
  • São Cristóvão
  • São Gonçalo EC
  • Serra Macaense
  • Serrano
  • Angra dos Reis
  • Araruama
  • Bela Vista
  • Belford Roxo
  • Ceres
  • Duquecaxiense
  • Futuro Bem Próximo
  • Juventus
  • Mesquita
  • Nova Cidade
  • Rio de Janeiro
  • Rio São Paulo
  • Campo Grande
  • Condor
  • Itaboraí Profute
  • Miguel Couto
  • Paduano
  • Rubro
  • São Gonçalo FC
  • São José
  • Teresópolis
  • Tomazinho
  • União Central
  • União de Marechal
  • Na folia

Em 01/02/2017 às 13 h53

Exclusivo: ídolo de Bangu e Vasco, Mauro Galvão analisa duelo desta quinta (2)

Equipes vão se enfrentar pela segunda rodada da Taça Guanabara, em Moça Bonita


Autor: Vitor Fiori / Fotos: Divulgação

Horas antes do início da segunda rodada do Campeonato Carioca, Bangu e Vasco vivem a expectativa do encontro desta quinta-feira (2). Ambas as equipes acabaram tropeçando em suas estreias. O Cruzmaltino perdeu por 3 a 0 para o Fluminense, enquanto o Alvirrubro empatou em 2 a 2 com a Portuguesa, deixando a vitória escapar nos minutos finais. É claro que foi só a abertura da competição para os dois lados, mas uma vitória neste segundo compromisso é de suma importância para quem vem sonhando com voos mais altos dentro do Estadual.

Diante de toda tradição e grandeza de ambos os clubes, principalmente no cenário carioca, o FutRio.net entrevistou com exclusividade o ex-jogador Mauro Galvão, ídolo das duas torcidas e que, inicialmente, analisou o começo de cada um na competição. Ele ainda falou sobre o porquê de uma vitória ser tão importante para cada equipes já neste início do Estadual.

- Primeiro, esse jogo é importante para o Vasco, já que vem de uma derrota inesperada em um clássico diante do Fluminense, por um placar elástico. Claro que existe uma expectativa de, nesse jogo, conseguir a recuperação. O Bangu vem de um empate na estreia do Loco Abreu, e tem muito a melhorar. Então deve ser um jogo muito disputado e, claro, com os dois times buscando a primeira vitória no campeonato. 

Apesar do revés diante do Tricolor ter sido a quarta partida do Vasco na temporada, já que o time disputou a Florida Cup, o técnico Cristóvão Borges, junto com seus comandados, parece ainda não ter encontrado o melhor sistema de jogo para sua equipe. No meio disso tudo, persiste uma deficiência que já dura desde a temporada passada: a lentidão aliada à falta de criação. Mauro Galvão, no entanto, prefere não fazer uma análise precoce, mas esperar mais três ou quatro jogos para conhecer o real potencial do time vascaíno. 

- Acho que é um pouco cedo para dar uma opinião definitiva sobre a equipe do Vasco. É melhor esperar três ou quatro partidas para a gente ver o real potencial do clube. É claro que muitos dos jogadores que ali estão, a gente já conhece. Faltam ainda alguns jogadores entrarem na equipe. Vamos ver mais para frente como a equipe vai ficar com o Wagner e com outros jogadores que ainda vão chegar. O clube precisa de reforços, mas por enquanto tem que procurar se preparar com o que tem para se tornar uma equipe competitiva.

Quanto ao Bangu, o ex-craque sabe que a pressão é um pouco menor, até por conta das diferenças do poder de investimento. Uma vitória nesta partida, entretanto, pode aproximar o clube do Zona Oeste de uma vaga à próxima fase. Ele comenta sobre a possibilidade do Alvirrubro figurar entre os grandes e acabar se tornando protagonista. 

- Acho que vai ser um bom desafio para o Bangu fazer uma boa competição e chegar para disputar as finais. Seria uma surpresa legal, um convidado inesperado. Claro que isso vai depender bastante dos resultados do clube, por isso seria importantíssimo um excelente começo de competição, até para dar moral. Vamos aguardar, até por que os times grandes são sempre favoritos.

image

Confira outros trechos da entrevista com Mauro Galvão:

Loco Abreu no Bangu
- Em relação ao Bangu, o time tem feito bons campeonatos. Tem tradição em disputar o Campeonato Carioca e com a chegada do Loco Abreu, ganha mais uma motivação. Por outro lado, acredito que o time tem que procurar outras alternativas e não jogar apenas em função dele, o que poderia facilitar o lado do adversário. O segredo é sempre ter outras alternativas.

Novidades pela frente: Bangu e Peralta
- O Almir é um jogador que eu conheço muito bem. Fez ótimos Campeonatos Cariocas por Flamengo e Botafogo e, claro, aqui no próprio Bangu. Então é um jogador que cresceu bastante, possui experiência e qualidade e pode, sim, junto com o Peralta, ajudar o Bangu a fazer uma campanha melhor ainda neste Estadual.

Deficiência defensiva do Vasco
- A equipe do Vasco apresentou essa deficiência na parte defensiva, principalmente quando sofreu os contra-ataques. A equipe se mostrou bastante despreparada, fora de posição e vulnerável, o que favoreceu o Fluminense. Agora é procurar com os treinamentos retomar uma organização tática, fazer com que o time não se abra muito e, principamente, ter uma força defensiva, que é importante. Claro que você precisa atacar, mas para isso, precisa retomar a bola. Isso só acontece quando a equipe está bem posicionada em campo

Thalles
- O Thalles é um jogador que vai precisar de alguns jogos para pegar o ritmo. Acho que ele pode ser uma boa opção para o time. Vamos ver se ele vai conseguir aproveitar essa oportunidade. Hoje ele é o unico atacante de área e, é claro, seria bom o clube ter uma outra opção, até para modificar durante a partida. Na maioria das vezes, a equipe que possui essa opção consegue levar vantagem. 

A trajetória de Mauro Galvão

Mauro Galvão começou a carreira como profissional no Internacional, em 1979, aos 18 anos. Em 86, foi contratado pelo Bangu em um ambicioso projeto, visando o título do Campeonato Brasileiro, o que acabou não acontecendo. Um ano depois, se transferiu para o Botafogo, mas só dez anos depois, em 1997, chegou ao Vasco. No Cruzmaltino, onde ficou até o ano 2000, Mauro conquistou dois Campeonatos Brasileiros, uma Libertadores, uma Copa Mercosul e um Torneio Rio-São Paulo, além de um Campeonato Carioca. 

Como técnico, treinou o Gigante da Colina em 2003, onde conseguiu afastar o time do perigo de rebaixamento, mas não conseguiu repetir o sucesso como jogador. No final de 2012, teve mais uma passagem pelo clube, como diretor das divisões de base, na gestão de Roberto Dinamite.

Voltando ao campo e bola, mais especificamente no Grupo C, Bangu e Vasco se enfrentam nesta quinta-feira (2), às 16h30, no Estádio de Moça Bonita. A Rádio FutRio transmite este duelo.

Tags: Carioca Série A, Bangu, Vasco

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por